Governo autoriza obra de 34 novas casas em Cruzeiro do Oeste

A Cohapar autorizou nesta semana o início da construção do Conjunto Habitacional Primavera, em Cruzeiro do Oeste, na região Noroeste do Paraná. O empreendimento, com 34 casas populares, será destinado a famílias do município inscritas no cadastro de pretendentes da companhia, cujas inscrições estão disponíveis online.

COMO PARTICIPAR

Os interessados em adquirir um dos imóveis via financiamento direto com a companhia devem se inscrever no cadastro de pretendentes da empresa, de forma digital, no endereço cohapar.pr.gov.br/cadastro.

Podem participar da seleção das unidades pessoas com renda familiar de um a seis salários mínimos e que não possuem casa própria, com prioridade de atendimento para aquelas de menor renda.

Quem tiver dúvidas ou dificuldades de cadastro pode entrar em contato com a regional da Cohapar de Umuarama. O atendimento é prestado exclusivamente por telefone, pelo número (44) 3626-6200, de segunda à sexta-feira, das 13h às 17h.

CASA FÁCIL

As famílias contempladas pelo programa estadual de habitação farão um financiamento direto com a companhia e terão condições de pagamento facilitadas. As vantagens incluem a ausência de cobrança do valor de entrada, prestações com juros reduzidos divididos em até 360 meses.

Para que a execução do projeto iniciasse, a Cohapar e a construtora responsável realizaram uma reunião técnica para definir os últimos ajustes. O encontro foi feito de maneira virtual, por videoconferência.

“Fizemos essa reunião de partida junto com os engenheiros da companhia e da construtora contratada para um melhor andamento da obra”, diz o diretor de Obras da Cohapar, Ademir Bier. “É um momento oportuno para que todos possam descartar eventuais dúvidas que possam interferir na execução do empreendimento”.

A obra será executada pela construtora Guilherme, que apresentou a proposta de preço mais vantajosa dentro do procedimento licitatório organizado pela Cohapar. A previsão de entrega das casas é para o primeiro trimestre de 2021 e a comercialização das unidades será iniciada quando a obra ultrapassar 50% do cronograma de execução.

As moradias terão modelos com 43 metros quadrados e unidades de 50 metros quadrados adaptados para pessoas com deficiência. Os imóveis são divididos em dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa, em lotes que permitem ampliações futuras pelos proprietários.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse