Regional de Saúde confirma 165 casos de dengue na região

dengue01A 13ª Regional de Saúde divulgou hoje (19) que já foram confirmados 165 casos de dengue nos municípios de sua área de abrangência esse ano. Sendo que destes 159 são autóctones (quando o paciente manifesta a doença sem ter viajado) e seis importados (quando o paciente viaja ou recebeu visitas de outros municípios).

A situação mais grave é em Cidade Gaúcha, com 96 casos autóctones. Cianorte apresenta 37 casos confirmados da doença, sendo 34 autóctones e três importados. Outro município com situação preocupante é Indianópolis, com 27 casos autóctones registrados. Em Rondon e Guaporema foram confirmados dois casos (um autóctone e um importado) em cada município. São Manoel do Paraná fecha a lista com um caso importado.

Os demais municípios da região de abrangência da 13ª Regional de Saúde – Japurá, Jussara, São Tomé, Tapejara e Tuneiras do Oeste – até hoje não apresentavam casos confirmados da doença.

MAPA DA DENGUE – Segundo o novo Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) – Mapa da Dengue, realizado em 1.459 municípios de todo o país – apresentado pelo Ministério da Saúde hoje – 321 cidades brasileiras estão em situação de risco, 725 em situação de alerta e 413 em situação considerada satisfatória.

O levantamento é considerado um instrumento fundamental para orientar as ações de controle da dengue, o que possibilita aos gestores locais de saúde anteciparem as ações de prevenção. Os municípios classificados como de risco apresentam larvas do mosquito em mais de 4% dos imóveis pesquisados. É considerado estado de alerta locais em que os imóveis pesquisados possuem larvas do mosquito entre 1% e 3,9%, sendo índice satisfatório nos locais abaixo de 1% de larvas do mosquito Aedes aegypti (foto).

Cinco municípios da região tiveram seus Índices de Infestação Predial (IIP) divulgados no Mapa da Dengue e mostram situação de alerta, com índice superior a 1, sendo eles: Cianorte (2,1); Cidade Gaúcha (3,4); Rondon (1,3), Tapejara (3,0) e Terra Boa (3,3). Outros municípios vizinhos também apresentam um IIP preocupante, como Cruzeiro do Oeste (5,5), Araruna (3,5), Engenheiro Beltrão (3,3) e Moreira Sales (3,0).

Texto: Juliano Secolo / Foto ilustrativa

Compartilhe: