Balanço aponta redução nos homicídios e apreensão de mais de uma tonelada de drogas

No ano de 2019, a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (3ª CIPM), pertencente ao 3º Comando Regional da PM (3º CRPM), registrou uma queda de 42,1% nos índices de homicídios e apreendeu mais de 1,1 toneladas de drogas. Em toda a região atendida pela unidade, foram mais de 11 mil Boletins de Ocorrência gerados, uma redução de 24,89% nos roubos e 10,43% nos furtos em comparação ao ano de 2018.

Segundo o Comandante da 3ª CIPM, major Orlando Lázaro da Silva, os resultados positivos são reflexos das ações tomadas pela unidade. “Por meio das operações presença, patrulhamento regular, operações da ROTAM e todas as demais ações de polícia desenvolvidas em toda área da 3ª CIPM, nós podemos ver uma evolução positiva no combate à criminalidade”, disse.

De acordo com o levantamento divulgado pela Companhia, em comparação com o ano de 2018, 2019 teve redução de 42,1% nos homicídios (caiu de 19 para 11), de 24,89% de roubos (de 241 foi para 181), e de 10,43% nos furtos (de 1.274 caiu para 1.141), em toda a região atendida pela unidade.

Foram apreendidas 1.141,9 toneladas de maconha, 47,2 quilos de cocaína, 210 gramas de crack e 13 comprimidos de ecstasy. Neste período também foram apreendidas 58 armas de fogo, sendo 20 espingardas, 11 pistolas, 11 revólveres, oito carabinas, três escopetas, três garruchas e dois rifles.

“A nossa região, por fazer divisa com os estados do Mato Grosso do Sul (MS) e São Paulo (SP), e ter uma demanda Operacional bem grande, nós intensificamos as nossas atuações, a exemplo da Operação Presença, o que resultou nessa expressiva apreensão de entorpecentes”, explicou o major Lázaro.

Uma das novidades no ano de 2019 foi a inauguração de uma base do Programa V.I.G.I.A do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) na cidade de Querência do Norte no mês de dezembro. A base serve de suporte para a atuação das forças de Segurança Pública e de Defesa envolvidas na Operação, visando o enfrentamento à criminalidade transfronteiriça e de divisas.

Ainda de acordo com o major Lázaro, no ano de 2019, 303 ocorrências relacionadas a Lei Maria da Penha foram atendidas pelos policiais militares da unidade. “Desenvolvemos um trabalho preventivo muito forte, onde fizemos um evento com atores de outras cidades que apresentaram uma peça explicando como acontece a violência doméstica e as formas que as pessoas podem denunciar”, explicou.

“Após esse evento nós sentimos que a quantidade de denúncia aumentou e que o resultado esperado, que era mostrar para as pessoas que quando isso acontece, elas têm que chamar a Polícia Militar, foi atingido”, complementou o major.

No ano todo foram encaminhadas 764 pessoas, 261 Mandados Judiciais cumpridos e recuperados 63 veículos em toda a região. Ainda de acordo com o levantamento, em 2019 houve um acréscimo de 44,7% na quantidade de Termos Circunstanciados de Infração Penal Eletrônico (TCIP-E) lavrados.

“Ainda focando na prevenção, promovemos um encontro de capacitação para Profissionais da Educação, onde visando instruir educadores sobre como identificar crianças e adolescentes que sejam vítimas de pedofilia e/ou maus tratos”, continuou o major Lázaro. “Estes eventos foram desenvolvidos em Parceria com o Núcleo Regional de Educação (NRE) de Loanda e vamos dar prosseguimento neste ano que está começando”, finalizou.

Também foi promovido o Show Integração, um evento cultural no qual os policiais militares interagem diretamente com as pessoas da comunidade, visando assim a aproximação e o fortalecimento da confiança na instituição.

VERÃO MAIOR 2019/2020

A 3ª CIPM também está participando do Verão Maior Costa Noroeste, que nesta edição já melhorou 14,2% no atendimento à população da região.

A 3ª CIPM atende as cidades de Loanda, onde fica a sede da unidade, Planaltina do Paraná, Porto Rico, Santa Isabel do Ivaí, Santa Mônica, São Pedro do Paraná, Diamante do Norte, Itaúna do Sul, Marilena, Nova Londrina, Santa Cruz de Monte Castelo e Querência do Norte.

Fonte: Marcia Santos – Comunicação Social da Polícia Militar do Paraná

Compartilhe: