• folhadecianorte@gmail.com

Fale com a Folha

44 3018-2015


23 de julho de 2017

4:31

OVNI misterioso intriga os moradores na região

Publicado em 17 de maio de 2017

ovni

Um objeto emitindo uma luz branca intensa passou pelo céu de Cidade Gaúcha (a aproximadamente 60km de Cianorte) na madrugada do último domingo (14), intriga a população. De formato circular, ele foi visto por um grupo de pessoas, por trás de árvores na praça central da cidade, sendo capturado em uma foto (ao lado) registrada por Bruno Mateus Merten, de 18 anos.

Na imagem, o objeto voador não identificado (OVNI) mesmo por trás das árvores, emite uma forte luminosidade que é visível. “Está todo mundo encabulado, ninguém sabe o que é. Se puxar o zoom na imagem, essa luz está no meio das árvores, por isso não pode ser a luz dos postes e nem de um drone”, disse Mateus, que registrou a imagem, às 04 horas, enquanto conversava com um grupo de amigos.

Mesmo descartada a hipótese de ser um drone – veículo aéreo não tripulado e controlado remotamente –, pelo jovem que registrou a imagem, alguns moradores apostam nesta possibilidade. Outros já acreditam na trajetória atípica de luz na câmera do celular. O fato concreto é que o mistério deve continuar a gerar muitas especulações na cidade de 12 mil habitantes.

CASOS – Segundo a Revista UFO, há vários anos o Paraná vem sendo cenário de avistamentos de objetos voadores aéreos não identificados, observados em várias cidades e municípios, o que reforça a teoria de pesquisadores locais de que a região tem elevada incidência ufológica. As manifestações de UFOs no estado não são coisa do momento, mas vêm sendo verificadas há muito tempo. Em 1984, por exemplo, na cidade de Laranjeiras do Sul, houve uma série de impressionantes observações, incluindo a perda de energia elétrica durante alguns minutos — supostamente ocasionado pela passagem desses objetos. O fato é bastante conhecido na Ufologia Brasileira e foi devidamente pesquisado pelo Centro de Investigação e Pesquisa Exobiológica (CIPEX), por meio de seu então diretor, Daniel Rebisso Giese [Hoje o órgão tem nova diretoria].

Outro incidente digno de nota ocorreu na cidade histórica de Lapa, pequena localidade de 50 mil habitantes distante cerca de 100 km de Curitiba. Lá, durante o ano de 1998, muitos moradores testemunharam o estranho fenômeno das bolas de fogo, como ficaram conhecidas, que os ufólogos acreditam se tratar de sondas não tripuladas — os artefatos assustaram a população. No mês de outubro, por exemplo, Pedro de Freitas e outras seis testemunhas avistaram, estupefatos, uma dessas bolas luminosas rodeando sua casa. O aparelho teria o formato de um lagarto iluminado e tinha uma espécie de cauda. Em seu relato, Freitas destacou que, “depois de anoitecer, a bola de fogo veio de trás do morro, passou sobre a casa e parou em cima de uma árvore de pera. Depois foi para cima de um pinheiro”.

Estranhamente, dias após o ocorrido, algumas árvores sobrevoadas pelo UFO começaram gradativamente a secar — mas não havia sinais de queima em sua copa ou galhos, embora a maioria das folhas estivesse misteriosamente murcha. E no pinheiro sobre o qual a bola de fogo se deteve por mais tempo foram encontrados galhos quebrados. Os fatos também estão ocorrendo em municípios vizinhos, e até mesmo na capital. Na área metropolitana de Curitiba, no município de São José dos Pinhais, há intensa casuística ufológica. Trata-se de uma cidade robusta e com muitas indústrias — é lá que está localizado o Aeroporto Internacional Afonso Pena, que atende a ambas as cidades.

Em São José também são inúmeros os relatos de estranhos objetos que cruzam o céu, principalmente nas áreas menos urbanizadas. O agricultor Gilson Luís Campos e seu filho Bruno Luís Campos, então com 9 anos, testemunharam o avistamento de um artefato desconhecido próximo de sua casa em 1998, quando retornavam para a residência, localizada no bairro Barro Preto. Pai e filho notaram um clarão localizado em cima de um pinheiro, proveniente de um objeto luminoso.

Texto: Portal da Cidade Umuarama e Revista UFO / Foto: Bruno M. Merten

"Conteúdo protegido por direitos autorais. Cite crédito ao usar textos e fotos da Folha de Cianorte"

About the author /


Jornalista formado em 2002 pelas Faculdades Maringá, com especialização em Comunicação e Educação. Já foi correspondente regional da Gazeta do Povo, trabalhou no O Diário (de Maringá), rádio CBN Maringá, coordena o projeto cultural Zombilly, entre outros.

Jornal Folha Regional de Cianorte

Endereço: Av. Brasil, 1167, Cianorte - PR.

Telefone: (44) 3018-2015

Email: folhadecianorte@gmail.com

Diretor proprietário

Luiz Antônio Barbosa

Editor de conteúdo

Andye Iore.

Desenvolvido por Web 7 - Soluções digitais