Vigilância Sanitária do Paraná executou quase 25 mil ações na pandemia

A Vigilância Sanitária do Paraná executou quase 25 mil ações relacionadas à pandemia desde a confirmação dos primeiros casos do novo coronavírus no Estado. Foram mais de 20 mil ações de inspeção relacionadas à doença e cerca de 1,6 mil educativas junto à população, como palestras, orientações, entrega de material e informações a respeito das medidas de prevenção e controle.

O total de medidas voltadas ao setor regulado passa de 2,6 mil. São lives, capacitações e treinamentos online voltados aos mais diversos temas, como uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI), higiene de mãos, uso de máscaras, limpeza e desinfecção de ambientes, fabricação de produtos e equipamentos relacionados à pandemia.

O balanço foi apresentado nesta última quarta-feira (04/08) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), véspera do Dia Nacional da Vigilância Sanitária, comemorado em 5 de agosto, conforme lei federal 13.098, de 27 de janeiro de 2015.

No Paraná, o Sistema Estadual de Vigilância Sanitária é constituído pela Vigilância Sanitária Estadual, estruturada na Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, junto à Coordenadoria de Vigilância Sanitária, com núcleos nas 22 Regionais de Saúde, e pelas Vigilâncias Sanitárias nos 399 municípios do Paraná, permitindo atuação regionalizada e descentralizada em todo o Estado.

“A Vigilância Sanitária encontra-se como uma das áreas da saúde mais transversais e abrangentes no que diz respeito ao cotidiano das pessoas, uma vez que se faz presente direta e indiretamente na regulamentação, fiscalização e monitoramento de produtos e serviços acessados no dia a dia”, destaca o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

De acordo com ele, o trabalho abrange alimentos, medicamentos, cosméticos, saneantes, produtos para saúde, laboratórios, serviços de saúde das mais diversas complexidades, salões de beleza, estabelecimentos de ensino, instituições de longa permanência para idosos, bancos de sangue, células, tecidos e órgãos e farmácias, entre muitos outros.

“Por isso, a sua fundamental importância para uma vida mais saudável da população, algo que ficou ainda mais evidente na pandemia”, afirmou o secretário.

“Desde o início da pandemia, além de todas as ações que desenvolve, a Vigilância também desempenha papel essencial na regulamentação das medidas de prevenção e controle por meio da elaboração e emissão de resoluções, notas orientativas, protocolos e demais instrumentos”, informou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.

A coordenadora de Vigilância Sanitária, Luciane Otaviano, explicou ainda que o trabalho da Vigilância Sanitária produz efeitos sobre o desenvolvimento social e econômico do País, na medida em que busca estabelecer relações éticas e sanitárias entre a produção e o consumo de bens e serviços.

“Nesse sentido, ressaltamos que este 5 de agosto deve ser comemorado em alusão e agradecimento ao trabalho realizado pelas equipes distribuídas no Estado e aos resultados entregues à população, por meio de cada uma das ações praticadas em prol de saúde da pública e na construção ativa de uma Visa cada vez melhor”, disse a coordenadora.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Banner Edplants, Acesse