Umuarama recebe R$ 70 milhões para melhoria nos sistemas de água e esgoto

A Sanepar está investindo cerca de R$ 70 milhões em Umuarama com obras de ampliação do sistema de abastecimento de água e de melhoria nos serviços de coleta e tratamento de esgoto. Já estão em andamento as obras na estação de tratamento de água que vão aumentar em 50% a capacidade de produção, passando de 300 litros por segundo para 440 l/s. A obra será concluída em 2022. Também estão sendo perfurados dois poços, no Tarumã e na região da UEM, reforçando em 20% a produção de água.

Em outubro, a Sanepar interligou de forma emergencial um poço na região do Aeroporto para fazer frente à queda na vazão dos mananciais devido à estiagem. Em dezembro de 2019, a companhia já havia colocado em operação um poço na área do reservatório do Bairro Danieli/Colorado. Além disso, está prevista para 2021 a perfuração de outras duas unidades, na região do Jardim Ônix e na Gleba Figueira.

O gerente regional da Sanepar em Umuarama, Carlos Henrique Gonçalves, afirma que são obras que asseguram o fornecimento de água para 100% da população e ampliam a coleta de esgoto na cidade. “Estamos cumprindo as metas estabelecidas com o município dentro do cronograma previsto. Graças a esses serviços, a cidade ocupa a quarta posição no ranking de saneamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), na categoria Grande Porte – Rumo à Universalização, divulgado em junho deste ano”, lembra o gerente.

ESGOTO

A companhia está modernizando o sistema de tratamento de esgoto na Estação Pinhalzinho, com a implantação de tratamento dos lodos ativados e a instalação de dispositivos para vedação e tratamento dos gases. Essas medidas visam reduzir os impactos dos odores naturais do processo de tratamento do esgoto e melhoram a qualidade do esgoto tratado.

A empresa está implantando na ETE o Laboratório Descentralizado de Análises do Esgoto para otimizar o monitoramento da qualidade do efluente tratado. Outro investimento é na Unidade Gerenciadora de Lodo do Esgoto (UGL) com a ampliação do galpão o que melhora a qualidade do lodo seco para uso na agricultura da região Noroeste do Estado.

Também estão sendo executados 18 quilômetros de rede coletora que vão atender 800 imóveis nos bairros Aeroporto, Tarumã, Bourbon, Garça 2 e Garça 3. Com isso, o índice de cobertura da rede coletora de esgoto vai alcançar 95% da população.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse