TRATOU CANAL E SEU DENTE ESCURECEU? SAIBA O QUE FAZER

Ter um dente escurecido pode ser um grande problema para a autoestima de qualquer pessoa. Existem vários fatores que podem levar ao escurecimento dos dentes, e para solucionar cada um deles, há procedimentos específicos que precisam ser realizados.

Para que a identificação da origem dos dentes escuros seja feita de forma acertada, é preciso consultar um bom especialista. Inicialmente, ele efetuará uma ampla anamnese, com uma série de perguntas para identificar uma possível causa.

De forma complementar, o profissional realizará uma avaliação clínica que, muitas vezes, é suficiente para constatar o que deu início ao problema. Isso é feito a partir da análise do tom de escurecimento, capaz de determinar o porquê da cor dos seus dentes estar diferente.

Em casos de maior complexidade, pode ser necessário fazer alguns exames de imagem, como o radiográfico, para uma investigação mais profunda.

Com a preocupação dos pacientes em terem dentes bonitos, alinhados e brancos, quando há necessidade de tratamento de canal, a primeira duvida do paciente é se o dente vai escurecer. Primeiramente devemos esclarecer que nem todo tratamento de canal escurece os dentes, embora em alguns casos isso possa ocorrer.

As mudanças de cor são mais vistas nos dentes anteriores de canino a canino, devido à localização, a estrutura e as condições de iluminação da cavidade oral no qual aparecem com tanta agressão estética. Essa alteração é marcada por diferentes tonalidades, que se iniciam do amarelo fraco passando até marrom e podendo chegar ao cinza, produzindo efeitos estéticos localizados desagradáveis no conjunto facial.

O escurecimento ocorre geralmente devido as hemorragias internas derivadas da polpa dental (nervo) ou de restos orgânicos, materiais indesejáveis de tratamentos de canal com técnica deficiente na toalete final. O sangue exposto após a coagulação começa a sofrer reações químicas em sua degradação, com formação de óxidos ao seu final. São os óxidos os responsáveis pelas modificações de cor nos dentes e raízes.

O processo é de longa duração, contínuo e cada vez mais agressivo no que se refere à estética dental. Por isso, cuidados técnicos precisos na fase inicial e na de limpeza final da câmara pulpar, prevenção através da busca de trabalhos de diagnóstico precoce de morte pulpar, principalmente após acidentes que envolvam trauma ou batidas nos dentes são importantes para melhores resultados.

Assim, podemos afirmar que nem todo tratamento de canal pode escurecer os dentes. Contudo, quando nos deparamos com um dente já escurecido, a técnica de clareamento dental tem se mostrado em muitos casos eficiente. Com o clareamento dental e uma técnica apropriada, em poucas sessões é possível o clareamento desse dente, aproximando a tonalidade à dos demais. Caso não se obtenha sucesso no clareamento ou a cor não se aproxime dos demais, outras técnicas poderão ser usadas, como por exemplo facetas de resina, de porcelana ou coroa de porcelana.

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Banner Edplants, Acesse