A torcida pelo Brasil é grande, mas o trabalho não para

trabalho02A correria é grande para chegar em casa antes do jogo começar. A empresa libera o funcionário e ele vai para casa torcer pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo de Futebol. Mas, nem todo mundo consegue essa folga. Há quem precise trabalhar justamente no horário do jogo do Brasil. “Para mim é indiferente ficar trabalhando e ver o jogo aqui”, disse o fiscal do terminal de ônibus urbano de Cianorte, Josué Azevedo dos Santos (foto ao lado). Ele é torcedor do Santos, trabalha há 21 anos no terminal e vê os jogos do Brasil por um pequeno aparelho televisor dentro de sua cabine de trabalho.

Outro que não se importa de trabalhar no mesmo horário do jogo da Seleção Brasileira é o comerciante Edivaldo Bravo (foto abaixo). Ele é proprietário de um bar na rodoviária e deixa o estabelecimento aberto mesmo que a maioria da população esteja em casa assistindo o jogo. “Ver o jogo em casa é mais chato. Aqui no bar é muito mais animado”, opina o comerciante, que divide a atenção na televisão em cima de um refrigerador com taxistas que trabalham no ponto da rodoviária e com passageiros dos ônibus. Bravo trabalha há 22 anos no local e já viu outras Copas do Mundo em seu bar. Ele não está muito confiante na Seleção Brasileira e acha que a Alemanha e Holanda são candidatas a disputar o título mundial com o Brasil.

INDIFERENÇA – Por outro lado, há os que trabalham e nem se importam com a Copa do Mundo. Como é o motorista intermunicipal José Marcos Greszezeszen. “Tem tantos problemas no Brasil que nem torço por futebol”, comentou o motorista que nos dois jogos da Seleção Brasileira nessa Copa do Mundo dirigia na rodovia entre Cianorte e Japurá.

Outro que também dirige e não assiste aos jogos do Brasil é o motorista da Viação Cianorte, Aparecido Ferreira Vieira. Ele informa que acaba ficando sabendo do resultado das partidas pelos passageiros enquanto passa pelos bairros cianortenses e que seu foco está mesmo no trabalho.

Outros locais onde o trabalho não para na Copa do Mundo são os postos de combustíveis, hospitais, os departamentos policiais, entre outros. O próximo jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo é hoje (23), às 17h, contra Camarões.

Texto e fotos: Andye Iore

trabalho03

Compartilhe: