TODOS OS DENTES SÃO IMPORTANTES!

A mastigação é o primeiro processo da digestão e, se feita de maneira errada, pode causar diversos problemas. Você já parou para analisar a maneira como você mastiga os alimentos? A mastigação correta beneficia a saúde dos dentes, o tônus muscular da boca e da língua, auxilia a fragmentação dos alimentos de maneira correta, o que ajuda na digestão e aumenta a sensação de saciedade, além do bom funcionamento do sistema digestivo.

Nos casos da mastigação incorreta, pode provocar desequilíbrio com consequências diretas na ATM, da qual as funções dependem do equilíbrio e da relação de forças entre vários músculos. Uma condição desfavorável ao trabalho desta articulação por tempo prolongado pode levar a um quadro de inflamação articular e a pessoa pode sentir dor localizada durante a mastigação e dores irradiadas de cabeça, cervicais e de ouvido. Também é muito comum nesses casos a presença de estalos e ruídos durante a mastigação ou zumbido nos ouvidos.

Portanto, entenda que a importância dos seus dentes não se refere apenas ao valor estético, pois até mesmo os dentes que não são tão visíveis, como os que estão no fundo da boca, tem um papel importante no processo de mastigação.

Embora os espaços criados pelos dentes ausentes possam não estar visíveis, podem provocar inúmeros problemas. Por exemplo, as forças mastigatórias podem se alterar, provocando projeção dos dentes anteriores e criando espaços indesejados.

Uma mordida alterada também pode provocar um colapso nas estruturas faciais, tanto do ponto de vista estético quanto funcional. Quanto mais dentes forem perdidos e não substituídos, maior a probabilidade de formação de rugas e linhas de expressão, acarretando um envelhecimento precoce.

Se você perdeu um ou mais dentes, as opções de tornar seu sorriso completo são: Implantes; Prótese fixa; Prótese removível e Prótese total.

Obviamente, que para cada caso, há um tipo de prótese mais indicado, contudo, outras opções podem ser avaliadas e realizadas, dependendo de alguns fatores, entre eles podemos citar: A quantidade de dentes ausentes, a posição dos dentes, a quantidade e a qualidade do osso, a expectativa dos pacientes e a condição financeira.

Para cada trabalho realizado, há vantagens e desvantagens que devem ser discutidos entre o paciente e o profissional. Para melhor entendimento, podemos citar alguns itens:

MANUTENÇÃO: Para cada tipo de prótese há um tipo de manutenção que deve ser seguido pelo paciente, uns mais trabalhosos, outros, menos.

RESULTADOS: Basicamente podemos citar a questão da mastigação e da estética.

LONGEVIDADE DO TRATAMENTO: É bastante variável dependendo do tipo de prótese, e pode variar entre 5 e 15 anos aproximadamente.

CUSTO: Muito variável dependendo do caso e da escolha do tratamento e do material.

Independente da escolha do tratamento, o mais importante é a conscientização da necessidade de reconquistar a condição de mastigar sem medo, e redescobrir o prazer em sorrir.

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse