Tiro de Guerra de Cianorte reforça estoque do banco de sangue

 

Em tempos de isolamento social em combate ao coronavírus, Cianorte vive novos desafios. Um deles é a reorganização do atendimento aos doadores de sangue para manter o estoque da Unidade de Coleta e Transfusão (UCT/Hemepar). Com mudanças nas medidas e critérios técnicos, tanto para a triagem clínica dos candidatos quanto na desinfecção dos locais, em decorrência do Covid-19, o órgão está trabalhando com um número reduzido de coletas por dia e pede a compressão dos colaboradores regulares.

“É muito importante que as doações de sangue continuem, pois são essenciais para as pessoas com doenças crônicas, vítimas de acidentes com hemorragias, complicações decorrentes da dengue, tratamento de câncer e em tantas outras situações. Por isso, neste momento, em que o atendimento ocorre de maneira diferenciada para proteger do coronavírus os doadores e os nossos profissionais, orientamos para que os interessados se apresentem no primeiro horário, às 7h30, para que possamos organizar o fluxo, com um acolhimento adequado e já delimitar as coletas do dia”, propôs a coordenadora da UCT de Cianorte, Patrícia Regina de Oliveira.

Seguindo estas orientações, na manhã dessa quinta-feira (02), quem se organizou e conseguiu colaborar com o estoque do banco de sangue foi o Tiro de Guerra 05/011. Em atendimento a uma mobilização do Exército Nacional, o subtenente Sandoval Diniz e atiradores se voluntariaram à ação. “É uma honra poder contribuir com o ato de salvar vidas. Ficamos muito satisfeitos e colocamos o TG à disposição, caso a UCT necessite de mais doadores”, afirmou o comandante. A unidade está localizada na Avenida Santa Catarina, nº 423. Dúvidas sobre os atendimentos podem ser esclarecidas pelos telefones (44) 3631-6292 ou 3631-9508.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe: