Temporais causam transtornos na região de Cianorte

ponte02As chuvas que caíram no final de semana ainda dão muito trabalho para os moradores, motoristas, polícias e prefeituras da região de Cianorte. O Simepar registrou um grande volume de chuvas no final de semana. Entre a última sexta-feira (6) e ontem (8) foram registrados 168 milímetros de chuvas, sendo que a média do mês de junho em Cianorte é de 114 milímetros. Segundo dados da Defesa Civil do Paraná, 86 cidades tiveram problemas causados pelos temporais, com 55 mil pessoas afetadas (sendo em torno de 10 mil desabrigados) e nove mortes registradas até o final da tarde de hoje.

Com isso, o governador Beto Richa assinou um decreto ontem para ajudar as cidades e vítimas. Houve a liberação de R$ 6 milhões do VigiaSUS para pagar horas extras de servidores e a compra de equipamentos e produtos de necessidade.

O Corpo de Bombeiros de Cianorte teve bastante trabalho no final de semana. “Atendemos muitos casos de destelhamentos e quedas de árvores”, comentou o capitão do Corpo de Bombeiros, Adriano Alves. Foram atendidas aproximadamente 30 ocorrências sobre alagamentos, destelhamentos e quedas de árvores em vias, prejudicando quase 100 pessoas. Não houve registro de feridos. Quem quiser colaborar com o trabalho de socorro e ajuda pode doar roupas, alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza na sede do Corpo de Bombeiros, que fica na avenida Allan Kardec, 700, em Cianorte.

Em Ivatuba (a aproximadamente 55 km de Cianorte) mais de 60 casas foram cobertas pela água, a maioria delas num condomínio à beira do rio. As chuvas prejudicaram até o abastecimento de água em algumas cidades, sendo que bairros ficaram sem água porque a estação de tratamento de água não suportou o grande volume de água.

PONTES – Em torno de 60 trechos foram interditadas em rodovias estaduais e federais no Paraná desde o final de semana. A ponte sobre o rio Ivaí, na PR-323, entre Doutor Camargo e Jussara, foi interditada porque o nível do rio subiu muito e cobriu a pista. A água baixou hoje, mas a ponte estava coberta com galhos e troncos (fotos). Foi a segunda vez que isso aconteceu em menos de um ano. No final de junho de 2013 o rio também transbordou e a ponte ficou com acesso bloqueado. A opção para quem precisa trafegar entre Cianorte e Maringá é ir pela PR-317, num desvio de quase 1h a mais de viagem. A ponte na região entre Engenheiro Beltrão e Floresta (foto abaixo à direita) é monitorada pela concessionária Viapar, mas não deve ser interditada já que o volume de água no rio está diminuindo.

Outra ponte interditada na região é na rodovia PR-369. A ponte sobre o rio Piquiri, entre Ubiratã e Corbélia, foi interditada e liberada ainda hoje no final da tarde. A Viapar informa a situação das pontes em sua área de atuação pelo telefone 0800 601 6001. Também houve interdição em pontes nas rodovias PR-554 na região de São Jorge do Ivaí e na PR-559 na região de Paraíso do Norte. Os interessados podem obter informações sobre as estradas e pontes na Polícia Rodoviária pelo telefone (44) 3631-7011.

A previsão para Cianorte até o final de semana é de tempo bom, com temperatura variando entre 16 e 27°C, sem chuva.

Texto: Andye Iore / Fotos da PR-323: Douglas Marçal/O Diário ; Foto PR-317: Folha de Cianorte

ponte01ponte4

Compartilhe: