Tecpar ajuda a reduzir impacto ambiental gerado por empresas

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado na última quarta-feira, 5 de Junho, uma das principais questões debatidas pela sociedade é o impacto ambiental gerado por empresas, públicas ou privadas. Para ajudar as organizações a identificar e minimizar as consequências de suas atividades no meio ambiente, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) oferece a avaliação para obtenção da Certificação Life.

A gerente da divisão Tecpar Certificação, Tania Carvalho, explica que se trata de um processo voluntário da empresa para o reconhecimento de seu compromisso com a conservação da biodiversidade.

“O Tecpar Certificação é a única instituição do Brasil a oferecer a Certificação Life. Desde 2012, instituto está credenciado pelo Instituto Life para fazer este tipo de avaliação nas empresas, por meio das melhores práticas internacionais relacionadas à gestão de sistemas de certificação”, explica Tânia.

Atualmente as empresas certificadas são: O Boticário, Itaipu Binacional, Banco ABN-AMRO, Posigraf e a Gaia, Silva, Gaede & Associados.

TRANSFORMAÇÃO

A filial curitibana da Gaia Silva Gaede Advogados recebeu a primeira Certificação Life, concedida pelo Tecpar, em 2012. Como o documento tem validade de cinco anos − com auditoria de acompanhamento anual, a empresa já passou pelo processo de renovação da certificação.

Para receber a certificação, a empresa apoia efetivamente ações de conservação da biodiversidade, desenvolvidas pela Reserva Airumã, que é uma das 21 áreas com remanescentes de mata nativa de Curitiba, reconhecidas pelo município como Reserva Particular do Patrimônio Natural Airumã (RPPNM).

A reserva está localizada no bairro São João e possui uma área de quase 30 mil metros quadrados de mata nativa formalmente protegida em caráter de perpetuidade.

A secretária-executiva da Gaia Silva Gaede Advogados, Dayna Gonçalves, conta que para obtenção da certificação, além do apoio às ações de conservação da Reserva Airumã, foram realizadas também adequações internas, no dia a dia de trabalho. Aos poucos, a consciência ambiental foi sendo implantada na rotina dos cerca de 100 profissionais que atuam na empresa.

“Começamos com pequenas medidas, que trazem resultados a longo prazo. Os copinhos de plástico foram substituídos por canecas de cerâmica e implantamos o uso consciente de papel. A empresa também passou a priorizar o envio de documentos de forma eletrônica, reduzindo o número de folhas usadas no escritório”, contou.

Outras ações implantadas foram a logística reversa de pilhas, cápsulas de café e cartuchos de impressoras, que garantem o reaproveitamento de matéria-prima e um ciclo de produção sustentável e ecologicamente correto.

COMO FUNCIONA

O Instituto Life, por meio da Certificação Life, incentiva ações concretas de conservação da biodiversidade, sendo aplicável a empresas de qualquer porte ou setor. A metodologia leva em conta em seu cálculo de impacto aspectos como geração de resíduos, emissão de gases do efeito estufa, consumo de água, utilização de energia e ocupação da área. “A certificação tem como hierarquia de gestão de impactos os seguintes passos: evitar, reduzir, mitigar, recuperar e compensar”, salienta Tania.

Todas as ações adotadas pela empresa para redução de impactos ambientais são registradas em um sistema informatizado. Após a implantação de todas as diretrizes estabelecidas para a obtenção da Certificação Life, a equipe técnica do Tecpar Certificação vai à empresa solicitante para realizar a auditoria. Se todos os critérios foram atendidos, a certificação é concedida.

DATA

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído em 1972. O objetivo é chamar a atenção para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais.

No Brasil, duas leis podem ser consideradas marcos nas questões relativas ao meio ambiente. Uma delas é a Lei dos Crimes Ambientais (9.605/1998), que reordenou a legislação ambiental quanto às infrações e punições. Entre as mudanças está a possibilidade de penalização das pessoas jurídicas no caso de crimes ambientais. Logo depois foi instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos (12.305/2010), que orienta quanto à gestão integrada e gerenciamento de resíduos sólidos.

Na prática, define que todo resíduo deverá ser processado apropriadamente antes da destinação final e que o infrator está sujeito a penas passivas, inclusive, de prisão.

TECPAR CERTIFICAÇÃO

É a divisão do instituto responsável pela certificação de produtos, processos e serviços, e atua desde 1997 em todo o Brasil. A certificação auxilia as empresas a se tornarem mais competitivas, atestando que sistemas de gestão, produtos, processos e/ou serviços estão em conformidade com requisitos nacionais, estrangeiros ou internacionais.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: