Teatro Guaíra fortalece conexão com o público em ambiente virtual

Apesar de, pela primeira vez na história, estar distante fisicamente do público, o Teatro Guaíra não ficou parado em 2020. Ao longo do anjo, somente no YouTube foram mais de 52 mil visualizações de espetáculos como balés e concertos. Os corpos artísticos apresentaram produções criadas especialmente para as redes sociais, como a obra Carinhoso, uma homenagem da Orquestra Sinfônica do Paraná aos profissionais de saúde que trabalham nas linhas de frente do combate ao Covid-19.

Além disso, o Balé Teatro Guaíra e a Escola de Dança Teatro Guaíra ofertaram aulas e oficinas para o público, chegando a mais de 4 mil pessoas em todo o Estado. O G2 – Companhia Master de Dança e o Teatro de Comédia do Paraná também apresentaram propostas digitais, compartilhando seus trabalhos através das redes sociais do Teatro Guaíra.

BALÉ

Entre os meses de julho e setembro o Balé Teatro Guaíra ofertou oficinas virtuais de dança para uma ampla faixa etária. Alunos de 10 a 70 anos de idade puderam aproveitar aulas gratuitas em modalidades como o balé clássico iniciante, improvisação e dança para a melhor idade. Os bailarinos também fizeram criações originais para o ambiente online, como versões de Carmen e uma coreografia contemporânea colaborativa para celebrar o dia mundial da dança.

ESCOLA DE DANÇA

A Escola de Dança Teatro Guaíra readequou suas atividades pedagógicas para o ambiente virtual e realizou mais de 600 aulas online em 2020. A EDTG foi uma das únicas instituições de ensino de dança a trabalhar de forma ininterrupta no país neste ano. A escola também participou de 4 festivais e competições nacionais e recebeu mais de 20 prêmios.

ORQUESTRA SINFÔNICA

A OSP foi um dos corpos artísticos mais ativos ao longo do ano no Teatro Guaíra. A começar pelo concerto de abertura da Temporada 2020. O evento estava agendado para o dia 15 de março, mas foi cancelado com menos de 24 horas de antecedência. Com a ajuda do Instituto de Apoio à Orquestra Sinfônica do Paraná (IAOSP), o concerto foi gravado e, posteriormente, divulgado gratuitamente para o público nas redes sociais.

O IAOSP também apoiou uma série de concertos virtuais com músicas como O Trenzinho do Caipira, de Villa-Lobos, Carinhoso, de Pixinguinha e O Cio da Terra, de Chico Buarque. Além destes projetos, os músicos da OSP tomaram a iniciativa de migrar a Série Música de Câmara para o meio digital. Os concertos, que ocorreriam no Guairinha pelo terceiro ano consecutivo, foram gravados pelos músicos em casa e distribuídos nas páginas do Facebook, Instagram e YouTube da Orquestra.

A OSP também iniciou o projeto OSP para Crianças, em um esforço para incluir na programação as crianças de 0 a 12 anos que passaram o ano em casa por conta da pandemia. O projeto ocorre semanalmente nas redes sociais da Orquestra e divulga conteúdos educativos, jogos e brincadeiras musicais.

ARTE EM NÓS

As oficinas virtuais chegaram a um público diferente neste ano. Vinte crianças de quatro casas-lares passaram a ter aulas de teatro e expressão corporal criadas pelo Teatro Guaíra. O “Arte em Nós” surgiu após um grupo de crianças demonstrar interesse nas atividades de balé ofertadas pelo Teatro Guaíra.

O planejamento inicial era que as oficinas tivessem iniciado ainda no primeiro semestre de forma presencial, mas a ideia foi adiada em função da pandemia do coronavírus. O interesse dos pequenos foi tão grande, no entanto, que a equipe topou o desafio de começar as oficinas de forma virtual sem nunca ter tido contato pessoalmente com os meninos e meninas.

TCP E G2

O Teatro de Comédia do Paraná também apresentou uma produção virtual que resultou em 48 vídeos e sete meses de trabalho. O projeto Eu também sou TodoMundo reuniu atores e atrizes que participariam da edição 2020 do TCP, adiada em função do coronavírus, para discutir temas como amor e morte, baseados na peça homônima do americano Branden Jacobs-Jenkins.

Já o G2 Cia. de Dança celebrou 21 anos com a produção de 4 vídeos que contaram a história do grupo e de seus integrantes. O G2 é a única companhia de bailarinos master do país e tinha uma extensa turnê por todo o país agendada para 2020 para celebrar as mais de duas décadas em atividade.

RECEPTIVIDADE

Dentre as diversas ações propostas pelo Teatro Guaíra em 2020, as oficinas de dança, as projeções na fachada e os figurinos que deram vida às janelas do teatro fechado foram marcantes para o nosso público.

Em uma pesquisa realizada nas redes sociais do Guaíra, houve retornos de pessoas como o Rodrigo. “Tive o primeiro contato com o balé clássico nas oficinas gratuitas de setembro e me apaixonei”, disse ele. A Alice concorda: “O Teatro Guaíra mudou meu 2020 com todas as atividades, as aulas de balé. Esse ano foi incrível”.

“A exposição de figurinos e os projetos de iluminação externos”, apontou a Lisle. Ela disse que foram as ações mais marcantes do ano. “Vocês se mostraram presentes”, completou.

Os depoimentos, coletados pelo Instagram, foram compartilhados com todos os mais de 15 mil seguidores da página. Além de Rodrigo, Alice e Lisle, as pessoas também mencionaram o projeto “Eu Também Sou Todo Mundo”, do Teatro de Comédia do Paraná; a mostra online de Teatro de Bonecos, e os concertos da Orquestra Sinfônica do Paraná.

PARA 2021

Enquanto não for seguro retornar com as atividades presenciais, o Teatro Guaíra pretende continuar com a programação digital. Já estão confirmadas apresentações virtuais para 2021 da Orquestra Sinfônica do Paraná e do Balé

Teatro Guaíra. A programação infantil do OSP para Crianças se mantém e novos projetos já têm data marcada, como o concerto virtual A História de um Soldado, de Stravisnky, e a parceria entre OSP e BTG com obras de Johann-Sebastian Bach.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse