Suas restaurações quebram muito ?

Se você vive trocando suas restaurações porque elas quebram com muita frequência, talvez o problema não seja na execução e nem no material, mas sim nos seus hábitos parafuncionais, onde podemos destacar o bruxismo.

Inicialmente devemos entender que o bruxismo é uma doença que ocorre em todas as idades e geralmente está relacionado ao alto nível de stress emocional. Nas últimas décadas o aumento do uso de alguns antidepressivos tem contribuído para o aumento da incidência do bruxismo conhecido como secundário e agravamento dos seus sinais e sintomas.

Se você acorda com dor de cabeça ou com os músculos da face doloridos, você pode estar sofrendo de bruxismo, que se caracteriza pelo aperta mento dos dentes durante o sono ou mesmo acordado.

O esmalte dentário é o primeiro a receber os danos do bruxismo, causando assim o desgaste anormal dos dentes. O atrito pode provocar fraturas de restaurações, trincas nos dentes, fissuras nas raízes e até perda de implantes.

O bruxismo pode causar desgaste nos dentes, agir como um dos fatores frequentes de dores de cabeça, dores na musculatura mastigatória, estalidos nas articulações, perdas ou formações ósseas na mandíbula ou maxila.

Normalmente, o bruxismo não é notado no início e só é percebido pelo paciente se este prestar atenção na própria tensão muscular ou se o rangido noturno for escutado por alguém. Muitas vezes o paciente vem ao consultório buscando outros tratamentos, mas ao ser avaliado, diagnosticamos o bruxismo.

Fique atento aos seguintes sinais e sintomas:

  • Dores de cabeça,

  • Desconforto na região do ouvido,

  • Dificuldade ou cansaço ao mastigar alimentos,

  • Desgaste dentário excessivo,

  • Acorda com os músculos da face cansados, doloridos.

Se você sabe que tem bruxismo, saiba que hábitos como mascar chicletes, morder ou apertar objetos devem ser eliminados porque agravam o quadro muscular. Uma das terapias empregada para o tratamento do bruxismo são as placas mio- relaxantes que protegem os dentes dos desgastes provocados pelo hábito.

Atualmente existem novas abordagens para o controle do bruxismo, como por exemplo, a aplicação da toxina botulínica (Botox). Consulte-nos e faça uma avaliação para um correto diagnóstico e plano de tratamento.

Mas fique atento também porque suas restaurações podem estar quebrando ou soltando por outros fatores como deficiência do material, falha na execução e da técnica empregada

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Compartilhe: