Socialização das práticas pedagógicas fortalece trabalho dos professores municipais

 

Diante da pandemia de Covid-19 e das medidas de prevenção, o sistema de educação tem se reinventado diariamente. Em Cianorte, há pouco mais de um ano, os professores da rede municipal estão constantemente refazendo as aulas, preparando apostilas impressas, adaptando avaliações, gravando vídeos, utilizando aplicativos e na busca por maneiras se aproximar, seguindo as regras de distanciamento social, dos alunos e seus familiares. Assim, as experiências vividas no enfrentamento aos novos desafios, que vão muito além da troca da sala de aula para plataformas digitais, foram o tema dos encontros on-line de socialização das práticas pedagógicas, realizados desde a última segunda-feira (05) até esta sexta-feira (09).

“Entendemos que o professor exerce papel fundamental no processo de ensino e aprendizagem e que o momento atual tem fragilizado a interação entre educador e educando, exigindo um trabalho ainda mais intenso por parte do docente. Diante dessa problemática, propomos o diálogo entre os professores dos diferentes anos, para compartilhar experiências em como está sendo organizado o ensino e quais ações são desenvolvidas para a interação com as crianças. Observamos que os docentes utilizam diferentes estratégias e ferramentas tecnológicas que potencializam o processo de ensino e aprendizagem, e podem ser compartilhadas com os colegas”, destacou a secretária municipal de Educação e Cultura, Kelly Werdenberg.

No total, foram 10 encontros, divididos por ano escolar (do primeiro ao quinto), sala de apoio, educação especial, educação infantil e as disciplinas de Arte e de Educação Física. Uma das experiências compartilhadas foi a da professora Bruna Liberati, do 1º ano, da Escola Municipal Cecília Sato, que demonstrou como tornou as aulas à distância mais atraentes, lúdicas e, ao mesmo tempo, com aplicações no dia a dia dos alunos.

“Diariamente gravo e disponibilizo um vídeo, explicando as tarefas das apostilas impressas. Para não se tornar uma atividade monótona e conseguir manter o interesse das crianças, utilizo recursos como imagens, músicas e vídeos que coloquem na prática o conteúdo, que é trabalhado com sequência didática e interdisciplinaridade. Para isso, faço uso de pesquisas na internet, programas e aplicativos, que compartilhei com meus colegas”, contou.

Bruna também participou da iniciativa como ouvinte, no grupo do 4º ano. Para ela, o intercâmbio de informações foi valioso. “Aprendi muito. Tive acesso a várias dicas interessantes, principalmente com relação ao uso de ferramentas na internet. Além disso, tive a oportunidade de conhecer o trabalho de professores das outras escolas. Essa interação, bem como o acolhimento por parte da secretaria, foi um diferencial e também colabora para um trabalho realizado com ainda mais amor”, afirmou.

Já a professora Bárbara Maria Ferreira, do 2º ano C, da Escola Municipal Paula Dreer Nogueira, compartilhou seu trabalho com a questão da afetividade, demonstrando formas de dar continuidade ao processo de alfabetização. “Nesta altura da pandemia, tanto os alunos quanto os familiares apresentam sinais de desmotivação sobre o ensino remoto. Isso exige ainda mais de nós, os professores. Por isso, procuro por alternativas lúdicas, como transformar um lápis em uma varinha mágica; enviar jogos junto com as atividades; propor projetos de leitura que consigam reunir a criança, a família e o docente; entre outros. Tudo para reforçar o vínculo com a escola e o interesse pelo aprendizado, mesmo à distância”, exemplificou. “Essa troca de informações foi muito gratificante e esclarecedora. A palavra do momento é empatia. E a colaboração dos professores um com o outro serve de motivação para trabalhar melhor”, avaliou.

Para a secretária, a iniciativa foi além dos objetivos iniciais. “Conforme os encontros foram acontecendo, o interesse pelos assuntos em explanação e discussão, via Google Meet, foram tomando uma dimensão crescente, tanto que conseguimos alcançar um número de ouvintes maior do que nosso quadro de professores, ou seja, outros profissionais relacionados à temática buscaram pelo conteúdo. Por isso, parabenizamos todas as práticas apresentadas e agradecemos o engajamento de cada participante”, concluiu Kelly.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Banner Edplants, Acesse