SENAI-PR oferta mais de 5 mil vagas para 33 cursos


O SENAI no Paraná está com mais de 5 mil vagas disponíveis para 33 cursos, em 38 unidades espalhadas pelo estado. O início das aulas está agendado para o dia 4 de fevereiro de 2019 e as matrículas poderão ser feitas até esta data.De acordo com a instituição, os cursos com maior número de ofertas são o de Técnico em Eletromecânica, Eletrotécnica, Mecânica, Automação Industrial, Manutenção Automotiva, Administração e Segurança do Trabalho. Dependendo da área de interesse, as mensalidades ficam entre R$ 137 e R$ 548. Com o objetivo de fortalecer o setor industrial da região, o SENAI-PR atua para preparar melhor os jovens para o mercado de trabalho. O empresário dono da Insight Energy (PR), Sérgio Fagundes passou por essa experiência e prova que realmente vale a pena.

Ao passar pelo SENAI, ele adquiriu capacidade técnica e profissional para atualmente ser dono de uma companhia que conta com mais de 100 colaboradores e atende todo o Brasil no ramo de fabricação e manutenção de grandes máquinas geradoras de energia elétrica.

Mas não pense que a vida do ex-aluno do SENAI foi sempre fácil. Ele conta que com 10 anos de idade tinha que catar papel na rua para ajudar no sustento dos outros sete irmãos. “Era uma vida difícil, mas íamos superando”, disse.

Quando cresceu, inspirado na profissão de um vizinho, Sérgio conheceu o serviço oferecido pelo SENAI e fez o curso de eletricista. Hoje em dia, realizado, o empresário explica que o que conquistou até aqui foi graças ao que aprendeu com a equipe técnica da instituição. “No SENAI, eu aprendi uma profissão que me qualificou e me habilitou para ocupar bons cargos, com bons salários”, afirmou.

“O SENAI fez toda diferença na minha vida e foi importante, pois me deu a possibilidade de dar uma vida melhor para minha família. O SENAI transforma a vida das pessoas e é importante para o crescimento tecnológico do Brasil”, completa Sérgio.

FUTURO INCERTO

Desde dezembro do ano passado, o atual governo já tem sinalizado a intenção de reduzir o envio de recursos financeiros que chegam ao Sistema S. Como o SENAI faz parte desse pacote, membros da instituição destacam que há um risco de as atividades do grupo reduzirem na mesma proporção.

De acordo com o diretor-geral do SENAI e integrante do Conselho Nacional de Educação (CNE), Rafael Lucchesi, em 76 anos de atuação da instituição, foram treinadas mais de 73 milhões de brasileiros. “Além de promover um desenvolvimento industrial importante, vigoroso, nós também asseguramos um enorme canal de inclusão social, vocalizando e permitindo que pessoas de baixa renda tivessem um canal de cidadania propiciado pelo SENAI”, destacou.

“O SESI e o SENAI são administrados pela Federação das Indústrias e isso é importante porque é a representação do empresariado brasileiro, que gera emprego, gera renda, gera desenvolvimento econômico, gera riqueza, e isso é decisivo”, ressaltou Lucchesi.

Os cortes anunciados pelo governo podem variar de 30% a 50% dos recursos recolhidos.

Fonte: Marquezan Araújo — Agência do Rádio Brasileiro LTDA

Compartilhe: