Sanepar inicia mapeamento na bacia dos mananciais de Cascavel

Técnicos da Sanepar iniciaram esta semana os levantamentos e diagnóstico da bacia dos rios Cascavel, Peroba e Saltinho, que abastecem os moradores de Cascavel, e do Rio São José, que vai contribuir com o suprimento da cidade a partir do ano que vem.

O objetivo é mapear todas as vulnerabilidades nas áreas desses mananciais apontando as atividades que são desenvolvidas em cada uma das bacias e indicar os impactos na água dos rios.

Sete profissionais estão percorrendo mais de 260 quilômetros quadrados das quatro bacias, com auxílio de um drone. Nesse mapeamento serão apontados os riscos potenciais de cada atividade e, na sequência, será elaborado plano de ação para controle, eliminação, mitigação e monitoramento nos rios.

“A partir desse levantamento teremos a definição do perfil de cada um dos rios, caracterizando os principais impactos na qualidade de água”, afirma a gerente de Recursos Hídricos da Sanepar, Ester Amélia Assis Mendes. Ela destaca, ainda, que a segurança hídrica leva em conta a qualidade, quantidade, disponibilidade da água, a cobertura e os custos para o abastecimento público.

PIONEIRISMO

Essa é uma das primeiras medidas que a Sanepar antecipa para compor o Plano de Segurança das Águas (PSA), definido pelo Ministério da Saúde e baseado em metodologia da Organização Mundial da Saúde (OMS). Cascavel será a primeira cidade do país a ter implantado o PSA.

Ester explica que todos os impactos verificados deverão receber tratamento e, devido à complexidade do PSA, será necessário estabelecer parcerias. “A responsabilidade deve ser compartilhada e é imprescindível a participação de diversas instituições para apoiar as ações que estarão definidas no Plano”, afirma.

O levantamento técnico que irá compor o diagnóstico das bacias dos quatro mananciais de Cascavel deve se estender até esta sexta-feira (22).

DIA DO RIO

Neste domingo (24) será comemorado o Dia do Rio. A data foi instituída para conscientizar a população e mostrar a importância da preservação e da proteção dos recursos naturais.

A gerente regional da Sanepar, Rita Camana, diz que é bem oportuno o trabalho de monitoramento que está em curso em Cascavel, nesta semana que antecede a data. “Estamos vivendo uma das piores estiagens na região. Nossos mananciais apresentam queda acentuada nas suas vazões, comprometendo o abastecimento da população. Precisamos unir esforços para assegurar a qualidade e desenvolver ações que visem garantir a perenidade das nossas nascentes. Todos precisam fazer a sua parte”, afirma.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: