Saiba como se manter em segurança durante tempestades com raios


Fenômenos característicos do verão, as chuvas rápidas e intensas, acompanhadas por trovoadas, raios e rajadas de vento são comuns durante a estação quente. Segundo levantamento feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 2017, o número médio anual de raios no País é de 77,8 milhões – dado bem maior que o registrado em 2002, que apontava cerca de 55 milhões de raios. Com essa alta incidência, aumenta também o risco de ser atingido: a média anual é de 300 pessoas feridas por raios, das quais cerca de 100 morrem.

Por isso, é importante redobrar a atenção e se proteger das descargas elétricas. O ideal é se abrigar em local fechado, mas, caso não seja viável, é possível diminuir a incidência de raios com uma atitude simples: agachar-se. Enquanto estiver nessa posição, os pés devem estar juntos, com o corpo curvado para a frente, as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles até a tempestade passar.

OUTRAS DICAS IMPORTANTES:

  • abrigue-se em casa, edifício ou em instalação subterrânea como o Metrô;
  • não permanecer em rio, mar, lago ou piscina;
  • se estiver no carro, manter os vidros fechados, sem contato com as partes metálicas do veículo;
  • evite correntes douradas e metálicas;
  • mantenha distância de objetos altos e isolados, como árvores, postes, quiosques, caixas d’água, bem como de objetos metálicos grandes e expostos, como tratores, escadas e cercas de arame;
  • não solte pipas;
  • não carregue objetos, como canos e varas de pesca;
  • não ande de bicicleta, motocicleta ou a cavalo;
  • mantenha distância de aparelhos e objetos ligados à rede elétrica, como TVs, geladeiras e fogões; não usar telefone com fio;
  • fique afastado de janelas, tomadas, torneiras e canos elétricos;
  • não tome banho durante a tempestade.

DEFESA CIVIL

Desde abril deste ano, todos os estados brasileiros contam com o serviço de alertas de desastres naturais da Defesa Civil. São enviadas mensagens de celular com avisos aos cidadãos sobre alagamentos, tempestades e raios, entre outros eventos críticos. Para se cadastrar, basta enviar um SMS para o número 40199, com o CEP da residência no corpo da mensagem.

Em caso de desastres naturais, com vítimas e desabrigados, por exemplo, a Defesa Civil deve ser acionada, por telefone, pelo número 199. Esteja preparado para dar informações como: seu nome e seu telefone, identificação do local do acidente (endereço completo), e relato breve porém preciso do ocorrido.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Governo de São Paulo, do Governo de Tocantins

Compartilhe: