Sábado é dia de colaboração com a Campanha Natal Sem Fome em Cianorte

Doações serão recolhidas nas residências de Vidigal, São Lourenço, Zonas 01 e 02, Vila Operária, Jardim Morada do Sol, Santa Felicidade e Aquiles Cômar

Realizada pelo Provopar em Ação, com o apoio da Prefeitura, Tiro de Guerra, Banco do Brasil e Cianorte Trail Clube, a tradicional Campanha Natal Sem Fome está em sua 28ª edição e promoverá, neste sábado (24), a segunda etapa de coleta das doações em residências. A partir das 9h, os funcionários da agência bancária percorrerão o distrito de Vidigal e os voluntários do CTC recolherão os donativos nos edifícios. Já no período da tarde, a partir das 13h, os atiradores farão a arrecadação nas Zonas 01 e 02, Vila Operária, Jardim Morada do Sol, Santa Felicidade, Aquiles Cômar e distrito de São Lourenço.

Contamos com a solidariedade de todos os cianortenses que têm a felicidade de poder contribuir para que, juntos, possamos proporcionar um final de ano melhor aos nossos semelhantes menos favorecidos. Cada colaboração, por menor que pareça, faz a diferença e é muito especial para ombrear as entidades assistenciais e as famílias carentes”, afirma a primeira-dama e presidente de honra do Provopar, Fátima Bongiorno, lembrando que esta edição da campanha está marcada pela mensagem bíblica de Atos 20:35, “É mais feliz quem dá do que quem recebe”.

Nesse sentido, o presidente da entidade, Ed Wilson, destaca que, além dos mantimentos convencionais, como arroz, feijão, macarrão, óleo, sal, açúcar e farinha, outras variedades também são muito bem-vindas. “Um refrigerante, um pacote de bolacha, doces, leite em pó, achocolatado, café e outros alimentos dessas linhas também são produtos valiosos para presentear o próximo nesse período e levar mais alegria àqueles que passam por dificuldades”, sugere.

Já a coordenadora do Provopar, Neide Ferreira, orienta sobre os cuidados com a destinação dos alimentos. “No momento da doação, é muito importante conferir se a embalagem está devidamente lacrada, bem como assegurar que a data de vencimento não esteja passada ou próxima. Vamos fazer a obra como se fosse para nós mesmos, doando aquilo que gostaríamos de receber”, propõe.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe: