Reuniões definem metas do Conselho de Segurança

conselho-reuniao1

 

O Conselho de Segurança de Cianorte (CONSEC) promoveu, na última sexta-feira (10), na sede da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte (ACIC) uma reunião com o objetivo de definir algumas metas de atuação da entidade.

O encontro contou com a presença de representantes das polícias civil e militar; judiário, Ministério Público, OAB, ACIC, Conselho da Comunidade, Agência FZ, imprensa local e representantes de deputados da região.

Durante a reunião foram discutidos diversos assuntos relacionados a gestão da segurança pública de Cianorte e região, levando em conta os principais problemas que ocasionam o aumento da criminalidade, bem como a busca de ações que possam colaborar com a redução destes índices.

Representando a polícia militar, o Capitão Claudio Roberto Longo Silva, destacou o trabalho que a polícia militar tem realizado em toda a região, “2016 tem sido um ano atípico com crescimento de homicídios, furtos e roubos, mas a PM tem trabalhado e efetuado prisões dos meliantes que tem agido na região.” destacou, citando como exemplo a prisão de três pessoas acusadas de roubo durante a madrugada de quinta (09) para sexta-feira (10).

O Capitão também falou sobre o Curso de Formação de Soldados, que vem sendo realizado no Centro Estadual de Educação Profissionalizante (CEEP) de Cianorte. “Temos 39 alunos que estão sendo capacitados e acreditamos que a partir de setembro os mesmos iniciem o estágio operacional, o que representa um reforço no policiamento.”, ressalta.

O presidente do CONSEC, Roni de Godois, também destacou que o Conselho tem buscado envolver a sociedade em projetos de segurança. “Temos buscado apoio da sociedade para que possamos auxiliar as Polícias Civil e Militar no que for preciso. Além disso temos desenvolvido o projeto ‘De Olho no Crime’ que busca cadastrar as câmeras de segurança do município.”, destaca.

Através do projeto, o CONSEC visa incentivar os comerciantes e cidadãos a instalarem, ou fazer uso das já instaladas, Câmeras de Segurança com pelo menos uma voltada para as ruas e avenidas da cidade, cadastrando as mesmas através do projeto, de forma a auxiliar as Polícia Civil e Militar na resolução de crimes cometidos na cidade. Portanto, o acesso às câmeras ocorrerá somente quando solicitado pelos policiais, diante de autorização do proprietário e feito de forma anônima.

Ao final foi definido também a elaboração de um documento único que será encaminhado as autoridades políticas municipais, estaduais e federais, para garantir algumas ações no município e também na região, entre elas a garantia de reforço do efetivo policial.

Texto e foto: Juliano Secolo

Compartilhe: