Programas do Estado são inscritos na 28ª edição do Prêmio Expressão Ecologia

Os programas CastraPet (Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos) e Paraná Mais Verde foram inscritos na 28ª edição do Prêmio Expressão Ecologia. Eles são desenvolvidos pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) e o Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à pasta.

A premiação anual tem o objetivo de divulgar as ações ambientais das empresas da região Sul do Brasil e incentivar práticas sustentáveis. O órgão ambiental estadual já possui cinco troféus.

O secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, afirma que as premiações que o órgão já recebeu são fruto de um trabalho em prol da sustentabilidade que o Estado busca atingir nos próximos anos.

“É um reconhecimento a todo o corpo técnico e do governo estadual. Queremos transformar o Paraná no Estado mais sustentável do Brasil”, disse.

CASTRAPET

O Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos é executado pela Sedest, com recursos do IAT, por meio do Fundo Estadual do Meio Ambiente ou de emendas parlamentares, em parceria com as prefeituras.

O objetivo é conscientizar a população sobre a importância da castração como instrumento de controle ético de cães e gatos, evitando o abandono de animais resultantes de ninhadas indesejadas, melhorando o bem-estar e favorecendo a saúde dos animais. O CastraPet é uma iniciativa inédita no Brasil.

“Empresas especializadas na prestação desse tipo de serviço são contratadas pela Sedest, por meio de processo licitatório, e executam as cirurgias nos municípios conveniados. São os municípios que cadastram animais para o procedimento e estabelecem critérios para esse cadastro”, explica o diretor de Políticas Ambientais da Sedest, Rafael Andreguetto.

Iniciado em 2019, o primeiro ciclo do programa recebeu um investimento de R$ 2,4 milhões nessa ação permanente de Saúde Única, ou seja, dentro do conceito de saúde animal, humana e ambiental. Ao todo, 45 municípios foram beneficiados com os recursos.

Outros R$ 3 milhões estão sendo destinados ao segundo ciclo do programa, iniciado em 2020, e vão atender, até o final deste ano, 80 municípios. O terceiro ciclo está previsto para acontecer a partir do segundo semestre de 2021.

PARANÁ MAIS VERDE

Paraná Mais Verde é um programa de educação ambiental, com o objetivo de despertar a consciência ecossistêmica na população.

Ele apresenta sete linhas de ação: Revitaliza Viveiros, Viveiros Socioambientais, Incentivo a Espécies Ameaçadas de Extinção, Datas Comemorativas, Parques Urbanos, Poliniza Paraná e Hortas Urbanas.

Todas preveem benefícios ambientais e/ou envolvimento direto ou indireto da sociedade. O programa pretende expor aos paranaenses a necessidade de conservar os recursos naturais, de recuperar áreas degradadas e evidenciar como é possível aliar desenvolvimento econômico e social com aspectos ambientais.

“Até agora, já foram doadas mais de 3 milhões de mudas nativas pelo Paraná Mais Verde, equivalente a uma área de restauração de 1.800 hectares, ou seja, aproximadamente 1.800 campos de futebol”, afirmou o gerente de Restauração Ambiental do IAT, Mauro Sharnick.

Com a araucária, árvore símbolo do Paraná, foram enriquecidos 367 hectares no Paraná. Os 19 viveiros do Estado produzem mais de 80 espécies de árvores nativas, incluindo ameaçadas de extinção como imbuia, araucária e peroba. É possível fazer a solicitação de mudas pela internet, no site www.iat.pr.gov.br.

PRÊMIO

O Prêmio Expressão Ecologia é promovido todo ano, desde 1993, pela Editora Expressão. Ele foi criado um ano após a Conferência Mundial do Meio Ambiente no Rio de Janeiro (Eco 92), quando a ONU realizou o primeiro evento no Brasil, discutindo questões ambientais.

O troféu se tornou a maior premiação ambiental do país no segmento empresarial com reconhecimento do Ministério do Meio Ambiente. Neste ano, as inscrições também estão abertas para o estado de São Paulo, além dos três estados da região Sul.

Nas 27 edições, o prêmio registrou 2.920 cases inscritos. As práticas sustentáveis podem ser inscritas até o dia 30 de julho pelo link http://bit.ly/35rwtHI.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Banner Edplants, Acesse