Programa vai fomentar negócios inovadores com até R$ 40 mil

Além de subvenção da Fundação Araucária, até 100 projetos receberão capacitação empreendedora; inscrições vão até 3 de maio

Estudantes, pesquisadores e profissionais que atuam em diferentes áreas econômicas ou do conhecimento têm a oportunidade de buscar recursos financeiros e capacitações para desenvolver ideias inovadoras, por meio do programa Sinapse da Inovação Paraná. Os interessados podem inscrever propostas até o dia 3 de maio pelo portal http://sinapsedainovacao.com.br/pr.

Promovido pelo Governo do Paraná, por meio da Celepar e Fundação Araucária, com operação da Fundação CERTI e apoio do Sebrae/PR e Sistema Fiep, o programa, em sua primeira edição no Estado, vai selecionar até 100 projetos de negócios inovadores. Os contemplados receberão até R$ 40 mil em subvenção econômica e capacitação empreendedora para o desenvolvimento do produto e do modelo de negócio.

O objetivo é contribuir para o fortalecimento dos ecossistemas de inovação e dos setores econômicos relevantes da economia paranaense. “Todos ganham com o programa. O Estado vai fomentar ideias de novos negócios, e os responsáveis pelas propostas vão receber o empurrão que faltava para seus projetos avançarem”, comenta o gerente da Regional Noroeste do Sebrae/PR, Luiz Carlos Silva.

No Paraná, a iniciativa da Fundação Araucária tem foco na construção de Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação (NAPIs). O Sinapse da Inovação foi criado em 2008 pela Fundação Certi e já apoiou a criação de 557 startups em Santa Catarina, no Amazonas e no Espírito Santo, recebendo mais de mil ideias inovadoras em cada edição regional.

DINÂMICA

Os inscritos vão passar por três fases de eliminação, com direito a capacitação empreendedora em cada uma. Na primeira, serão apresentadas as equipes de trabalho e as ideias de negócios, que serão avaliados quanto ao potencial de mercado e benefícios a oferecer para a região. Na segunda, será preciso elaborar um projeto de empreendimento, com detalhes do plano de negócio. A terceira fase será dedicada ao desenvolvimento de um projeto de fomento, com apresentação detalhada do orçamento e do planejamento de execução do projeto.

As 100 ideias selecionadas passarão por uma etapa de pré-incubação e, durante seis meses,receberão suporte para o desenvolvimento dos produtos e do modelo de negócio.

Fonte: Agência Sebrae

Compartilhe: