Programa Paraná Trifásico avança em Umuarama e região Noroeste

A construção de redes trifásicas para atendimento às áreas rurais em todo o Paraná vai diminuir os desligamentos e trazer mais segurança também para o agronegócio de Umuarama e municípios da região Noroeste. As equipes de obras da Copel estão em campo para a construção de 162 quilômetros de novas redes em Altônia, Cruzeiro do Oeste, Iporã, Maria Helena, Tapira, Umuarama e Xambrê.

Outros 162 quilômetros já foram concluídos nestes municípios, aproximando a rede trifásica dos consumidores finais.

O Paraná Trifásico é um programa plurianual, com investimento total previsto em R$ 2,1 bilhões. O objetivo é reforçar toda a espinha dorsal da rede de distribuição rural no Estado, substituindo a tecnologia monofásica. Além de garantir energia de mais qualidade, o programa proporcionará o acesso do produtor rural à rede trifásica a um custo inferior ao que seria pago em condições anteriores. Até o momento, já foram renovados 4 mil quilômetros de linha de distribuição em todo o Estado.

Novas tecnologias estão sendo empregadas na renovação das redes, como cabos protegidos, postes mais reforçados e equipamentos de automação. Tudo para evitar que interferências externas, como galhos de árvores, provoquem o desligamento dos consumidores atendidos, e agilizar a volta da energia nos casos de eventuais interrupções.

De acordo com o gerente regional de Obras, Fernando Luís Bergamasco, o empreendimento mais relevante na região é a interligação entre os municípios de Altônia e Iporã, que trará maior confiabilidade para o fornecimento, além de um trecho já previsto para São Jorge do Patrocínio. “Estamos já com um bom trecho de rede pronto. E até o fim do ano, teremos um sistema de reconfiguração automática nesta região, que será bem percebido pelos consumidores”, observa.

MAIS ENERGIA

O sistema de alta-tensão da Copel em Umuarama recebeu, em fevereiro deste ano, um novo transformador de carga de 41 MVA (megavolt-ampère), que aumentou em 16% a disponibilidade de energia para a cidade.

Além disso, o município teve instalados sistemas de autorrecomposição na rede, que atuam automaticamente quando há algum desligamento na área urbana. Em toda a região, já são cerca de 350 religadores monofásicos e trifásicos instalados, permitindo a operação remota da rede.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse