Programa Mãos Amigas transforma escola de Ponta Grossa

O programa Mãos Amigas, da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, transformou a realidade do Colégio Estadual Professor Colares, em Ponta Grossa. A estrutura da instituição recebeu diversos serviços de reparos e pintura (manutenção do reboco e do telhado; pinturas de todas as paredes externas, fachada, muros e algumas paredes internas, como corredores e refeitório). Os trabalhos duraram quase três meses.

A comunidade escolar ficou motivada diante dos resultados dos trabalhos feitos pelo Mãos Amigas. “Nosso colégio estava com vários problemas e graças aos trabalhos do Programa Mãos Amigas temos uma escola com um novo visual, o que trouxe motivação e alegria para estudantes, professores, funcionários e pais”, afirmou Douglas Gebeluka, diretor do colégio.

PROGRAMA

O programa Mãos Amigas utiliza mão de obra de detentos do sistema penitenciário semiaberto para execução de serviços de manutenção, conservação e reparos de unidades escolares e de imóveis do patrimônio público. Atua em escolas de Curitiba e Região Metropolitana, Ponta Grossa, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão e Guarapuava. Desde o início do ano, mais de 70 instituições de ensino foram atendidas pelo programa.

Além de ajudar na conservação e revitalização de prédios públicos, o programa contribui para a ressocialização dos presos participantes e para redução da pena, e permite uma economia na execução dos serviços de reparos nos prédios públicos.

O Mãos Amigas é desenvovido em cooperação pelo Instituto Fundepar e pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Departamento Penitenciário (Depen), com interveniência do Paraná Educação.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: