Programa Esporte Para Toda Vida proporciona maior qualidade de vida para os paranaenses


Com aproximadamente 15 mil atendimentos, o Esporte Para Toda Vida já é sucesso em seu primeiro mês de atuação. São 114 núcleos espalhados por todo estado proporcionando qualidade de vida para a população, desde a criança até o idoso. Além das modalidades sugeridas (atletismo, basquete, futsal, handebol e voleibol), alguns núcleos estão desenvolvendo outras práticas, como xadrez, caminhadas orientadas em família, slackline, ginástica para todas as idades e danças.

O programa, uma realização do Governo do Paraná por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo (SEET) em parceria com as prefeituras, é inovador no sentido de atender, com a supervisão de um profissional capacitado da área de Educação Física, um público bastante abrangente que poderá realizar exercícios e atividades físicas de forma correta e segura. Para tais aulas, são utilizados equipamentos públicos, como uma praça esportiva, arena multiuso ou academia ao ar livre.

“O estado, através da Secretaria do Esporte e do Turismo, está conseguindo uma melhoria na qualidade de vida das pessoas por meio das atividades propostas para crianças, adolescentes, adultos e idosos. O Esporte Para Toda Vida trabalha a prática esportiva como uma das principais ferramentas de prevenção, que é uma das melhores formas de diminuir nossos problemas de saúde, segurança e educação”, destaca o secretário estadual do Esporte e do Turismo, João Barbiero.

A coordenadora do programa, Marcia Simoni Claro, também enfatiza o papel do programa na carreira dos acadêmicos contratados para atuar nas atividades, desde a elaboração de uma grade horária até o planejamento de um projeto, sempre supervisionado por um profissional de Educação Física. “Em relação às atividades, não tem nem como mensurar. A receptividade está muito boa, pois as pessoas, principalmente idosos que estavam ociosos, agora têm um horário de atividade específico, e isso é um incentivo maravilhoso. Nós estamos entregando realmente um produto de qualidade para a comunidade”, explica Marcia Simoni.

Uma das beneficiadas do Esporte Para Toda Vida é Maria José Vilas Boas de Morais, de 64 anos, que participa das ações em Florestópolis. Ela participa três vezes na semana e agradece a oportunidade de poder com a prática ter uma vida melhor e mais produtiva. “Nós fazemos vários tipos de atividades na quadra, físicas e também para a mente. Temos aulas aeróbicas, caminhada, atividades com bola que a professora leva para nós. Esse programa melhorou muito nossa cidade, porque crianças e até nós, idosos, podemos participar. Isso melhora na socialização, na segurança e na saúde de todo mundo que está participando”, descreve Maria.

Mesmo com apenas um mês de atuação, a coordenadora Marcia Simoni já pôde constatar que os objetivos estão no caminho certo para serem concretizados. “Se nós, depois desse projeto, conseguirmos fazer com que as pessoas que participam tomem o gosto pela atividade física eu acho que a nossa sementinha já foi plantada. Queremos ver adultos e idosos que serão ativos e crianças que tomarão gosto pelo esporte. Não tenho dúvidas que dentre estas inúmeras crianças que estamos atendendo, possamos ter grandes atletas no futuro. E se não aparecer, não tem problema, pois teremos com certeza pessoas praticantes de atividades esportivas, e isso muda vidas”, finaliza Marcia Simoni.

Com saldo positivo logo de início, o Esporte Para Toda Vida segue cumprindo o seu papel, principalmente com os cidadãos que participam das atividades dos 114 núcleos espalhados pelo estado.

Fonte: Thiago Chas-SEET / Fotos: Divulgação

Compartilhe: