Profissionais da rede municipal de ensino passam por formação pedagógica

As atividades tiveram como foco a reflexão sobre a importância do “brincar” na formação das crianças

Profissionais das escolas municipais de Cianorte participaram na última semana de atividades de formação pedagógica. As instruções foram coordenadas pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. As ações foram, primeiramente, realizadas com os diretores das instituições, e durante a sexta-feira (26), os diretores aplicaram as dinâmicas com a equipe pedagógica de cada escola.

A iniciativa teve como objetivo uma reflexão sobre o “brincar”, com base no documentário “Tarja Branca – A Revolução que Faltava”,dirigido por Cacau Rhoden,e no estudo do texto “Finalizando: em Defesa de uma Infância Tarja Branca”, de Andreia Cristina Conegero Sanches, Beatriz Moreira Bezerra Vieira, Débora Lopes de Castro dos Santos, Elvenice Tatiana Zoia, Neide Silveira Duarte e Rejane Teixeira Coelho.“Os professores tiveram um momento de vivência, troca de experiências e diversão, pois brincadeira não é só coisa de criança. É fazer o que se gosta, valorizar o prazer pessoal, é rir, descontrair e é por meio dela que damos vida à nossa imaginação”, destacou a assessoria Juliana Turetti Romeiro Peruci.“Nossas crianças, brincando, vivem a liberdade de conhecer suas possibilidades e descobrir seus limites. Entram em contato com seus sentimentos, ansiedade, medos, alegrias e aprendem a administrar suas percepções.E se isso não ocorrer,a consequência é a redução da nossa capacidade de frustração, e assim, passamos a conviver com a medicalização”, completou.

“O ato de brincar tem sido visto como algo não tão importante e até como perda de tempo ao longo dos séculos e, essas mudanças sociais ocorridas, refletem diretamente na vida das crianças. É importante que estejamos conscientes de que brincar é algo sério, essencial e, a escola, é um grande espaço de experiências, de aprendizado e de interação”, ressaltou a secretária municipal de Educação e Cultura, Maria Neuza Casassa. “Reviver momentos da nossa infância, buscar em nossa memória lembranças e referências próprias, garantem um melhor entendimento sobre o tema abordado. Assim, quando a prática e a teoria se aliam, a aprendizagem se efetiva. E hoje, nós e nossas crianças estamos mergulhados em um mundo tecnológico, mas o resgate das brincadeiras se torna fundamental na humanização das pessoas”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe: