Prazo para aderir ao eSocial é adiado para novembro

Para sanar dúvidas sobre o programa, Sistema Fiep desenvolveu uma consultoria especializada e lançou blog completo sobre o tema

Empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, produtores rurais e Microempreendedores Individuais (MEI) com funcionário contratado terão mais tempo para aderir ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). O prazo, que era até o dia 15 de julho, foi prorrogado para novembro. A decisão foi do Comitê Diretivo do eSocial. Segundo Juliana Cipriani, coordenadora de Segurança e Saúde do Sesi no Paraná, mesmo com o prazo estendido, é importante que as empresas se preocupem em estar preparadas. “O eSocial veio para facilitar a vida dos empresários. No entanto, reunir os documentos, verificar se as informações estão corretas, é algo que leva tempo e precisa de muito cuidado. Por isso é fundamental estar preparado para enviar as informações para o portal”, afirma.

O eSocial é uma ferramenta do Governo Federal que unifica o fornecimento de informações trabalhistas, previdenciárias, tributárias e fiscais relativas à contratação e à utilização de mão de obra onerosa, com ou sem vínculo empregatício. O não cumprimento dos prazos ou o envio de dados incorretos pode gerar multa ao empregador. Para auxiliar as organizações nesse processo de transição, o Sistema Fiep, por Sesi no Paraná desenvolveu uma consultoria em eSocial, que faz uma análise completa das empresas. “Fazemos um levantamento de informações para mapear e diagnosticar a aderência do empreendimento em relação ao cumprimento do eSocial, o que possibilita a garantia da qualidade e do prazo das informações a serem enviadas ao Governo Federal, explica Juliana.

De acordo com Juliana, as empresas precisam de ajuda para organizar, analisar a documentação legal e verificar a qualidade dos documentos que darão embasamento para o envio das informações ao portal. “Nossa consultoria é customizada, o que possibilita que a empresa consiga organizar as informações e os seus processos internos, promovendo uma integração entre as áreas de recursos humanos, segurança e saúde no trabalho e contabilidade”.

Além da consultoria, o Sistema Fiep, por meio do Sesi no Paraná também lançou um blog com diversas informações sobre o tema, como prazos, tipos de informações que devem ser geradas, consultorias especializadas e como o eSocial otimiza os processos de segurança e saúde, beneficiando os trabalhadores, já que eventos relacionados às condições ambientais do trabalho, acidentes, exposições a agentes nocivos e exames de monitoramento da saúde do trabalhador fazem parte da integração do novo sistema eletrônico. O site também disponibiliza uma cartilha informativa. O blog está no endereço www.sesipr.org.br/esocial.

SOBRE O SISTEMA FIEP

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.

Fonte: Cupola Agência

Compartilhe: