Porto de Paranaguá promove simulado de emergência química

O Porto de Paranaguá promoveu nesta quarta-feira (11) um simulado para atendimento de emergência química. Esta é a primeira ação deste tipo e preparou trabalhadores de vários setores e empresas para dar resposta rápida e eficaz em caso de contato com produtos usados na fumigação, um tratamento feito nas cargas de granéis vegetais para controle de pragas.

Segundo a bióloga Andréa Almeida, coordenadora do Núcleo de Fiscalização e Controle de Emergências Ambientais, a intenção é focar no atendimento às vítimas. “A emergência química é muito delicada, porque você pode começar a ter sintomas, antes mesmo de sentir o cheiro do produto. É necessário ter muito cuidado com a questão de isolamento e aproximação. O simulado treina nossa equipe de atendimento à emergência, Guarda Portuária e o setor de atendimento a vítimas, com a ambulância gerenciada pelo Órgão Gestor de Mão de Obra”, salienta.

O protocolo indica que os primeiros a entrar em cena são os agentes da Guarda Portuária, que fazem um isolamento preventivo e não entram na área antes da identificação do produto. Esse isolamento cria a divisão da zona quente, onde estão as vítimas; a zona morna, uma área de transição; e a zona fria, que é a parte liberada para transitar.

Para o chefe da Seção de Segurança e Medicina do Trabalho da Portos do Paraná, José Sbravatti, a avaliação foi satisfatória porque as respostas foram muito rápidas. “Foi possível identificar oportunidades de melhorias, que vão servir como aprendizado para próximas situações”.

Ivan Plantes Machado, supervisor de segurança da Guarda Portuária, conta que o simulado é uma das etapas do treinamento constante que são realizados nos Portos do Paraná para o atendimento a emergências. “São nesses momentos que corrigimos nossas falhas, deficiências de equipamentos e de pessoal. Então, no caso de uma situação real, poderemos atender a ocorrência de forma mais eficiente”, disse Machado.

PARTICIPAÇÕES

Participaram do simulado a Guarda Portuária, Diretoria de Meio Ambiente, Seção de Segurança e Medicina do Trabalho, Assessoria de Comunicação da Portos do Paraná, além da equipe de Prontidão Ambiental (AlBriggs), Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO), Associação dos Terminais do Corredor de Exportação de Paranaguá (ATEXP) e funcionários envolvidos na destinação final do produto químico.

A ação encerrou o calendário de simulados de 2019 nos Portos do Paraná.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse