Polícia Militar do Paraná tem novo comandante

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta última sexta-feira (12) da cerimônia de posse do coronel Hudson Leôncio Teixeira como comandante-geral da Polícia Militar do Paraná. O ex-comandante, coronel Péricles de Matos, foi para a reserva remunerada da corporação. A cerimônia aconteceu na Academia Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

“É com muita satisfação que o Governo do Estado entrega o Comando-Geral da Polícia Militar do Paraná ao coronel Hudson”, disse Ratinho Junior. “Ele tem muita qualificação e competência para exercer essa função estratégica no campo da segurança pública paranaense. O coronel tem ampla experiência em logística, na área administrativa e também em gerenciamento de pessoas e vai nos ajudar muito nos próximos anos”.

No discurso para o novo comandante e para a tropa, o governador destacou os desafios de segurança pública e da proteção da saúde da corporação em meio à pandemia e pediu continuidade do trabalho junto à população para a redução dos números de violência nos municípios. Ele também elogiou o trabalho diário em defesa dos paranaenses e a história repleta de conquistas da corporação.

“Tivemos reduções expressivas nos índices da violência urbana nos últimos anos. Cidades sem registros de mortes, menos crimes patrimoniais, menos roubos e furtos e mais operações ostensivas, o que aumenta a sensação de segurança”, disse Ratinho Junior. “Além disso houve mudanças para atender as necessidades de controle de aglomeração em respaldo aos decretos estaduais e municipais. A PM se adaptou rapidamente à nova realidade e se mostra pronta para os próximos desafios”.

O governador também citou os investimentos na frota e a integração continuada com as outras forças de segurança. Entre 2019 e 2020 foram entregues mais de mil novas viaturas, além de 250 armas longas, fuzis e mais de 1.700 rádios comunicadores. Também foi dado o início ao novo concurso para a Polícia Militar, com abertura de 2 mil novas vagas – as provas acontecerão neste ano.

E esse planejamento, destacou o governador, esteve atrelado à melhoria continuada na formação dos policiais na Academia Policial Militar do Guatupê. O Bloco 3 passou por uma reforma que custou cerca de R$ 1,2 milhão. A nova estrutura, toda adaptada para garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência, permite melhores condições aos militares estaduais que estão de passagem pela unidade em cursos de aperfeiçoamento, especialização e de capacitação.

O secretário de Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, disse que a missão do novo comandante-geral da Polícia Militar será desafiadora. “Quem trabalha com segurança pública não dorme. É preciso vocação e paixão. A PM do Paraná é bem estruturada e a missão é de continuidade do trabalho de aproximação com a sociedade e das operações. Queremos melhorar os índices contra a criminalidade. A sociedade perceberá o policiamento na rua, a segurança pública trabalhando, e deve ter tranquilidade para desenvolver as atividades do dia a dia”, afirmou o secretário.

Ele também destacou as qualificações do coronel Hudson Leôncio Teixeira para o novo cargo. “É um oficial diferenciado que trabalha próximo aos seus comandados e se preocupa com o bem-estar deles. Teve experiência na Capital e no Interior e dará continuidade ao trabalho abnegado do coronel Péricles”, disse. “A capacitação operacional do novo comandante é inquestionável. Ele estagiou na ROTA, a tropa de elite da PM de São Paulo, e fez o curso da SWAT. Por onde passou teve um trabalho dedicado”.

NOVO COMANDANTE

O coronel Hudson Leôncio Teixeira nasceu em Curitiba, é casado e tem filhos. Ele entrou na corporação como soldado em 1992 e a primeira unidade a servir foi o 13º Batalhão. Depois trabalhou no 12º Batalhão, na Companhia de Polícia de Choque, na Força Samurai e foi comandante do 17º Batalhão, do 5º Batalhão e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE). Comandou, ainda, a Companhia de Eventos, o 1º Comando Regional da PM (1º CRPM) e foi chefe da Divisão de Operações de Segurança do Governo do Estado. A sua última tarefa foi como subcomandante-geral da PM.

Ao longo da carreira de cerca de 30 anos fez dezenas de cursos e capacitações voltadas à segurança pública, entre eles o Curso de Controle de Distúrbios Civis, Curso de Negociação com Reféns, Curso de Regate de Reféns de Alto Risco, Curso de Socorrista, entre outras capacitações. Também acumula medalhas e comendas de mérito.

O coronel destacou que a sua gestão priorizará a valorização do policial militar, da saúde às condições de trabalho, passando pelo ingresso de novos cursos especializados; a reestruturação administrativa, inclusive com terceirização de alguns serviços e possibilidade de aumento de efetivo nas ruas; e a redução perene dos índices de violência.

“É um orgulho chegar onde cheguei. Comecei como praça e ao longo dos últimos anos desempenhei diversas atividades operacionais e administrativas. E agora, em meio à pandemia, temos um desafio extra e não podemos parar. Nossos policiais estão orientando a população”, disse o coronel.

Ele também destacou o pedido de Ratinho Junior para a sua gestão. “O governador quer um combate rigoroso ao crime organizado, a valorização do policial militar, e também o incentivo à integração das forças de segurança em qualquer nível, com troca de informações na área de inteligência”, arrematou.

DESPEDIDA

Em sua despedida, o coronel Péricles de Matos destacou que o comando durante a chegada da pandemia do novo coronavírus representou um desafio extra na gestão. “É no momento de tempestade que nos aperfeiçoamos. A pandemia mudou a sociedade e alguns problemas foram potencializados. À nossa equipe coube dar a resposta que o povo paranaense procurou. As estatísticas falam por mim. Tivemos redução nas estatísticas de crimes no Paraná”, disse.

Péricles nasceu em Irati, foi aluno do Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva e ingressou na Polícia Militar em 1986. Foi declarado Aspirante à Oficial em 1988, e estava exercendo a atividade de Comandante do 1º CRPM ao ser nomeado para o cargo de Comandante-Geral. Ele é graduado em Direito e possui um amplo currículo de cursos realizados, como Ações Táticas Especiais, Polícia Comunitária e Contraterrorismo, e como instrutor de Táticas para Confrontos Armados e Gerenciamento de Crises. Ele também acumula medalhas de mérito.

O coronel Péricles foi chefe da Subseção da 2ª Seção do Estado-Maior, trabalhou no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e comandou o 16º Batalhão de Polícia Militar, o Grupo Águia, o 6º Comando Regional da Polícia Militar e o 1º Comando Regional da Polícia Militar. Ele criou a Força Samurai, foi chefe da Agência Central de Inteligência, sub-comandante-geral da Polícia Militar e desde 2019 era Comandante-Geral. Agora, na reserva, será secretário de Defesa Social da Prefeitura de Curitiba.

No discurso de despedida, celebrou os 36 anos de serviço na Polícia Militar e destacou que os policiais dedicam a sua vida para proteger e garantir os plenos direitos e liberdades individuais da população. Ele também afirmou que deixa como legado uma corporação organizada e um plano estratégico de atuação para os próximos 15 anos.

CERIMÔNIA

A cerimônia com protocolos militares ocorreu na Academia Militar do Guatupê e contou com cântico da Canção 10 de Agosto, Passagem de Comando e da Espada, Apresentação da Tropa, Inauguração do Retrato do Comandante-Geral e entrega do Distintivo de Militar Inativo para o coronel Péricles de Matos.

PRESENÇAS

Estiveram presentes na cerimônia o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador José Laurindo de Souza Netto; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Tito Campos de Paula; o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Fábio Camargo; o procurador Vani Antonio Bueno, representando o Ministério Público do Paraná; o chefe da Casa Militar, tenente-coronel Welby Salles; o coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Fernando Schunig; o secretário estadual de Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge; os deputados estaduais Alexandre Amaro, Alexandre Curi, Tião Medeiros, Soldado Adriano José, Coronel Lee, Delegado Recalcatti, Tiago Amaral, Goura e Ricardo Arruda; o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel; o arcebispo de Curitiba, Dom José Antonio Peruzzo; o presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba, Tico Kuzma; o delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Rockembach; o diretor do Depen, Francisco Caricati; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Gerson Gross; e diversas autoridades militares.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse