Planejamento e coordenação garantem o crescimento sustentável

A governadora Cida Borghetti participou nesta sexta-feira (15), em Maringá, do Fórum Empresarial Metrópole Norte, e ressaltou a importância da organização das regiões para o crescimento ordenado do Estado. Participaram: diretor para o Brasil do Banco Mundial, Martin Raiser, presidente da ACIM, Michel Felippe Soares; secretário de Saúde, Antônio Carlos Nardi; o deputado, Evandro Junior, entre outros. Maringá, 15-06-18. Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

A governadora Cida Borghetti participou nesta sexta-feira (15), em Maringá, do Fórum Empresarial Metrópole Norte, e ressaltou a importância da organização das regiões para o crescimento ordenado do Estado. “É preciso planejamento e coordenação para um crescimento racional e sustentável. Pensar as cidades é pensar no desenvolvimento”, afirmou a governadora.

O fórum debate o Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte, que sedia as áreas metropolitanas de Londrina, Maringá e Apucarana. A região concentra 2 milhões de habitantes (quase 20% da população paranaense) e representa 15% do PIB estadual.

Como deputada, Cida Borghetti foi a autora da lei que criou as regiões metropolitanas do Paraná e regulamentou Maringá e Londrina como polos regionais. Ela defendeu que o planejamento ordenado deve abranger, principalmente, transporte público, habitação, saúde, preservação do ambiente e o desenvolvimento econômico.

Cida lembrou que o Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte já está em elaboração e deverá ficar pronto em abril de 2019. Coordenado pela Secretaria do Planejamento, o Plano foi contratado pelo Governo do Estado, por R$ 3,5 milhões, financiados pelo Banco Mundial. O projeto foi lançado em março pelo então governador Beto Richa. “O Governo do Estado tem outros programas e ações com o Banco Mundial. Essa parceria para o projeto de desenvolvimento da região Norte é importantíssima”, disse a governadora.

INTEGRAÇÃO

Para o presidente da Acim, Michel Felippe, o Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte vem trazer uma perspectiva da integração e responsabilidade dos municípios no desenvolvimento da região. “O projeto será um ponto de partida, um trabalho a ser inciado. É importante a presença do Governo do Estado no projeto, porque precisamos dele para criar as políticas públicas nas quais serão contempladas as ações de intermunicipalidade preconizadas no plano”, disse ele.

TRANSPORTE

O economista Martin Raise, diretor do Banco Mundial, participou do Fórum, que aconteceu na Associação Comercial e Industrial de Londrina, com a participação de empresários e lideranças de diversos setores. Raise enfatizou a importância dos transportes para que as regiões tenham um desenvolvimento econômico sustentável. “O BIRD publicou há dois dias relatórios sobre as regiões metropolitanas da América Latina e um dos resultados de destaques é exatamente a importância do transporte urbano para o desenvolvimento”, disse ele.

O economista defendeu o crescimento coordenado e articulado entre os municípios para o desenvolvimento sustentável da região. “Quando os municípios se organizam têm mais possibilidades de oferecer serviços públicos mais eficientes para a população”, afirmou.

FERROVIA

No encontro, a governadora também falou sobre o projeto do Trem Pé Vermelho, que liga Maringá, Paiçandu, Londrina e Ibiporã, passando por 13 cidades, com quase 120 quilômetros. Pela projeção, o trem de passageiros atenderia 45 mil pessoas dia de toda a região. “Sou entusiasta desse projeto. Segurança no trânsito, rapidez, o conforto são todas ações importantes agregadas a esse tema, que eu defendo há muitos anos”, disse Cida.

Ela lembrou que já foi publicado o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI). Três empresas manifestaram interesse. “Acho que podemos avançar mais ainda. É demorado, trata-se de um projeto caro e ambicioso, mas que vai trazer desenvolvimento, tornando essa região uma grande metrópole linear, ligando efetivamente as cidades”, disse Cida.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: