Parceria garante acesso de seis mil universitários a aulas remotas

Cerca de 6 mil alunos das universidades estaduais do Paraná serão beneficiados com a compra de equipamentos para acesso a aulas remotas. O investimento de R$ 1,5 milhão será feito com recursos repassados pela Assembleia Legislativa, atendendo demanda da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. A compra será operacionalizada pelas universidades. A medida foi confirmada em sessão plenária remota, pelo presidente da Casa, Ademar Traiano.

O objetivo é garantir que estudantes que enfrentam dificuldades para acompanhar as aulas online devido à falta de equipamentos e conexão de internet, tenham acesso ao conteúdo de maneira gratuita.

“O recurso vai permitir que os alunos mais carentes acompanhem as atividades online com equipamentos e condições de qualidade. Apresentamos a proposta para a Assembleia Legislativa e fomos atendidos prontamente, por entender que é um compromisso importante das universidades em não excluir nenhum aluno durante as atividades remotas”, afirmou o superintendente-geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Bona.

BIBLIOTECAS

Os equipamentos adquiridos pelas universidades serão emprestados aos estudantes. “Os equipamentos não serão doados aos alunos. Eles ficarão nas bibliotecas das universidades e o aluno que não tiver o equipamento poderá fazer o empréstimo para utilização desses equipamentos enquanto necessitar. É uma forma de ajudar a voltar essa nova normalidade que é a aula não presencial enquanto dura esse período de pandemia”, destacou o deputado Luiz Claudio Romanelli.

INCLUSÃO

A presidente da Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público e reitora da Universidade do Norte do Paraná (UENP), Fátima Aparecida da Cruz Padoan, destacou que o investimento será destinado para o Programa de Inclusão Digital, que tem com objetivo englobar todos os alunos no processo de implantação do Regime Especial nas universidades estaduais.

“O regime especial consiste na oferta das disciplinas pelas ferramentas tecnológicas, porém uma parcela dos nossos alunos não tinha acesso, pela falta de internet e equipamentos. O investimento vai proporcionar uma inclusão efetiva nas instituições”, destacou.

COMPRA CONJUNTA

Reunidos na quinta-feira (23), de forma virtual, os reitores das sete instituições de ensino superior paranaenses definiram que a Universidade Estadual de Londrina (UEL) deverá realizar um Registro de Preços para a compra de equipamentos, atendendo as demais instituições que poderão fazer a aquisição de forma conjunta.

Já a Universidade Estadual de Maringá (UEM) será a responsável pelo Registro de Preços para aquisição de pacotes de Internet, sendo que todas as universidades poderão ser atendidas no mesmo pregão. Cada universidade será a responsável pela compra dos insumos para atender os alunos, de forma individualizada.

UNIÃO

O reitor da UEL, Sérgio Carvalho elogiou a iniciativa da mesa diretora da Assembleia, que demonstrou grande sensibilidade nesse momento em que, não só as universidades, mas todo o conjunto da sociedade busca alternativas para manter as atividades de modo remoto, respeitando a necessidade do isolamento social.

O reitor também lembrou a união entre as reitorias das sete universidades estaduais, que estão agindo de forma unida nesse momento visando enfrentar essa crise provocada pelo Coronavírus. “As Instituições estão focadas na busca de alternativas para garantir a inclusão de todos os estudantes. Esse trabalho conjunto encontrou eco na ALEP”, resumiu o reitor.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse