Paraná realiza ações para prevenir crime de tráfico humano

No mês em que se comemora o Dia Mundial de Combate ao Tráfico de Pessoas (30 de Julho), a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho do Paraná promove ações de conscientização e prevenção contra este crime, que atinge pessoas no mundo inteiro. A iniciativa do Paraná está alinhada à Campanha Coração Azul, organizada em âmbito internacional pela ONU, que estima a existência de 2,5 milhões de pessoas em situação de tráfico humano no mundo.

Ações de impacto estão sendo organizadas pelo Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Jocum Curitiba e Foz Iguaçu, Rede Um Grito pela Vida, Ong Central Integrada de Apoio Familiar (Ciaf), Infraero, prefeituras, secretarias de Estado e instituições diversas.

O secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, explica que as ações têm o intuito de alertar toda a população sobre este crime.

“Trata-se de um crime velado, que coloca em risco a vida e a dignidade das pessoas. Vamos realizar campanhas para que todos compreendam que este tipo de tráfico acontece muito em nosso entorno. Temos que estar atentos para combater e denunciar situações possíveis de tráfico humano”, afirma.

Serão realizadas durante o mês, em Curitiba e no Interior, várias atividades como a distribuição de folhetos e cartazes explicativos, encenação de tráfico de pessoas com os voluntários parceiros e painel com mensagens contra o crime.

Além disso, haverá ações no Aeroporto Afonso Pena, no Calçadão da Rua XV, nas penitenciárias femininas, em colégios, escolas e em várias regiões do Estado. Diversos prédios públicos e monumentos do Paraná também serão iluminados na cor azul aderindo, à campanha.

ALICIAMENTO

A coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Silvia Cristina Xavier, informa que a campanha tem como objetivo sensibilizar sobre as formas, meios e fins de aliciamento das vítimas, bem como sobre a violência da exploração em todas as suas vertentes.

“Para tanto, realizaremos ações em diversas cidades, que estão aderindo à campanha e iluminando monumentos públicos na cor azul”, disse Silvia.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: