Paraná foi selecionado para projeto do Ministério da Saúde

Dentre as mais de 1,5 mil ouvidorias de saúde existentes no Brasil, a Ouvidoria Geral da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná foi selecionada pelo Ministério da Saúde para participar de projeto piloto de Acreditação Institucional de Ouvidorias do Sistema Único de Saúde (SUS). Além da ouvidoria paranaense, foram destaques as de São Paulo, Porto Alegre, Pará, Goiânia, Natal e Maranhão.

Em reunião com representantes do Ministério da Saúde nesta quinta-feira (14), o secretário estadual da Saúde, Antônio Carlos Nardi, falou sobre a inclusão do Paraná entre as ouvidorias participantes do projeto. Para ele, as ouvidorias desempenham um papel muito importante na rede pública de saúde. “Estamos honrados em participar e ser selecionados para fazer parte deste importantíssimo projeto desenvolvido pelo Ministério da Saúde que capacita e prepara os nossos profissionais ouvidores”, disse.

Segundo Nardi, o trabalho do Governo do Estado é garantir a primazia e excelência no atendimento a todos os paranaenses e, com mais esta ação conjunta, o Paraná está no caminho certo.

O analista técnico de politicas sociais do Ministério da Saúde, Lawrence Gonçalves, disse que o projeto está na fase de desenvolvimento e por isso a participação das ouvidorias envolvidas são estimuladas. “É uma troca. Ao mesmo tempo em que oferecemos às ouvidorias uma metodologia de avaliação e aprendizado, elas nos auxiliam com a participação no desenvolvimento do processo”.

Ele afirmou que a Ouvidoria do Paraná foi selecionada pela qualidade do trabalho desenvolvido no atendimento das demandas da população. “Esse projeto é também uma oportunidade de aprendizagem e aprimoramento do sistema de colaboração entre as ouvidorias”, disse Gonçalves.

PROPOSTA

O projeto-piloto de acreditação foi iniciado em 2015. Através da disponibilização de cursos e estratégias de trabalho, o projeto auxilia na capacitação das equipes que trabalham nas ouvidorias. O programa é baseado em parâmetros construtivistas, com ênfase na autoavaliação, melhoria contínua da qualidade, credibilidade e a valorização da ação colaborativa.

Gonçalves disse que o objetivo principal é estimular uma cultura de aprendizagem no trabalho das ouvidorias. Todo processo é pensado e construído com base no princípio da avaliação contínua e do aperfeiçoamento. “O processo aborda três âmbitos essenciais: a saúde, que se posiciona na garantia de direitos e apoio da gestão local, educação e o caminho da qualidade por meio das avaliações”.

O ouvidor-geral da Saúde, Yohhan Garcia de Souza, afirmou que com o projeto os profissionais ouvidores poderão auxiliar com mais resolutividade nas demandas da população. “Hoje, o tempo máximo de resposta ao cidadão varia de 15 a 20 dias. Com o modelo proposto, vamos otimizar o fluxo de trabalho, estabelecendo um padrão de referência de qualidade ao usar adaptações inteligentes de sistematização”, acescentou Yohhan.

Atualmente, na área da saúde o Estado conta com 22 ouvidorias regionais, 16 nos hospitais próprios, 14 nos consórcios intermunicipais de saúde, 58 em hospitais contratados e 359 ouvidorias municipais.

A ouvidoria é um instrumento da gestão para o aperfeiçoamento da qualidade e da eficácia das ações e serviços prestados pelo SUS. Na Ouvidoria é possível fazer denúncias, reclamações, críticas, sugestões, solicitações de informações e elogios. A população pode entrar em contato pelo telefone 0800 644 44 14.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: