PIB, emprego e produção industrial crescem no PR

IPARDES DIVULGA BALANÇO DA ECONOMIA DO PARANÁ E PROJEÇÕES PAA economia do Paraná fecha o ano de 2013 com desempenho bastante positivo. O balanço apresentado ontem (18) pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) mostra que o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado cresceu 4,7% até outubro e deverá fechar ano neste patamar. O PIB do Brasil deverá fechar o ano com crescimento de 2,3%. De 2011 a 2013 o Paraná apresentou crescimento médio de 4,1% ao ano, contra uma média de 2% do Brasil. Entre 2003 e 2010, o PIB paranaense cresceu 3,8% ao ano e o do Brasil 4% o ano. A produção industrial paranaense cresceu 5% nos dez primeiros meses deste ano, contra um incremento de 1,6% na média brasileira.

As vendas do comércio varejista do Estado cresceram de janeiro a outubro 6,6%. No Brasil o crescimento foi de 3,4%. As exportações pelo Porto de Paranaguá atingiram em novembro US$ 17,8 bilhões, já superando o total de 2012 (US$ 17,7 bilhões). “Os dados indicam que o desempenho do Paraná está descolado do cenário federal”, afirmou o presidente do Ipardes, Gilmar Lourenço (foto). Segundo ele, o cenário nacional é desfavorável, com projeção de crescimento de 2,1% em 2014. “No Paraná, a expectativa é que a economia continue positiva em 2014, podendo crescer até 5%”, disse Lourenço, em entrevista coletiva para apresentar o balanço da economia do Estado.

EMPREGO – Conforme dados do Ministério do Trabalho, foram criados de janeiro a outubro deste ano 126.562 empregos com carteira assinada. Nos últimos três anos, o Estado criou 339.472 mil novos postos formais de trabalho, o terceiro maior número do País. Cerca de 68% dos novos empregos gerais do Paraná estão no interior do Estado. Especificamente os empregos industriais, 82% foram criados no interior, sendo 92% apenas em 2013.

EXPANSÃO INDUSTRIAL – A análise do Ipardes indica que a recuperação do agronegócio, ancorada nas elevações de produção, produtividade e cotações globais das commodities alimentares, e a vitalidade do mercado de trabalho regional e o início da maturação dos empreendimentos atraídos pelo programa Paraná Competitivo são os principais fatores que alavancaram a economia paranaense em 2013. Desde sua criação, em 2011, o programa de incentivos fiscais atraiu R$ 26 bilhões em investimentos em novas indústria ou expansão de unidades já existentes, com potencial para criação de 150 mil empregos.

(Texto e foto: AE/PR)

Banner Edplants, Acesse

Be the first to comment on "PIB, emprego e produção industrial crescem no PR"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*