Paraná é o terceiro estado que mais gerou emprego no Brasil em agosto


O Paraná é destaque na geração de empregos em agosto, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho. O Estado apresentou um saldo positivo de 10.339 postos de trabalho (o saldo é a diferença entre admitidos e desligados). Ou seja, o Paraná criou essas novas vagas de emprego.

Este desempenho coloca o Paraná como o terceiro estado que mais gerou emprego no Brasil em agosto e mostra um aumento de 389% na criação de postos de trabalho em relação ao mês anterior, que foi de 2.485 novas vagas. Os estados vizinhos Santa Catarina e Rio Grande do Sul ficaram atrás, na 12ª e 27ª posição, respectivamente.

Ainda relativo ao desempenho do mês de agosto, a capital paranaense foi a cidade do estado que mais empregou, com a abertura de 2.811 vagas, seguido de São José dos Pinhais (na Região Metropolitana) com 598 vagas. Vale ressaltar que entre os 100 municípios que apresentaram os maiores saldos de empregos formais do país, oito são do Paraná.

“O grande destaque vai para a capital do estado, que com saldo de 2.811 postos foi o 3º município do ranking nacional em geração de empregos formais”, diz a economista do Observatório do Trabalho, da Secretaria Especial do Trabalho e Relações com a Comunidade, Suelen Glinski.

Esse desempenho deixa Curitiba atrás somente de São Paulo e Belo Horizonte, e para Glinski isso reflete a recuperação dos grandes centros urbanos, que foram os mais afetados pela crise em 2015 e 2016.

Dos oito setores analisados pelo Caged em agosto, seis tiveram saldos positivos. Entre eles o que mais contratou foi o setor de Serviços (7.249), seguido do Comércio (1.819) e Indústria (1.005). Foram destaques também os subsetores da Indústria de Produtos Alimentícios (695), Madeira de Mobiliário (340) e Indústria Química (229).

O total de trabalhadores admitidos no Paraná em agosto também apresentou um crescimento em relação ao mês de julho. No mês de agosto foram admitidos 104.237 trabalhadores e em julho 93.219, ou seja, um crescimento de 11,8%.

No acumulado do ano (de janeiro a agosto) o saldo do Paraná foi de 45.102 novos postos de trabalho. Esse resultado coloca o estado em terceiro lugar no ranking nacional, atrás somente de São Paulo e Minas Gerais, além de mostrar uma recuperação na geração de empregos em relação a julho – quando o Paraná ocupava a 6ª posição.

Em comparação com os Estados do Sul do país, o Paraná segue em destaque, já que Santa Catarina ocupa a 5ª posição e Rio Grande do Sul a 8ª.

“Esses dados positivos demonstram os fortes investimentos e a credibilidade que o Paraná possui, principalmente nas áreas de Comércio, Indústria e Serviços. Isso é reflexo do ambiente criado pelo Governo do Estado, com o compromisso e as contas em dia”, afirma Paulo Rossi, secretário especial do Trabalho e Relações com a Comunidade.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná / Imagem Ilustrativa

Compartilhe: