Oficinas do “Fazendo Arte Tecendo a Vida” serão realizadas em Cianorte

Projeto Fazendo Arte Tecendo a Vida da Unicultura, em escola da cidade Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba. 19/02/2018 Foto: Brunno Covello

Durante a semana de 02 a 05 de maio o projeto Fazendo Arte Tecendo a Vida, promove oficinas de Patrimônio Histórico e Educação Patrimonial, Inserção à Arte e Arte Urbana para os estudantes da rede estadual de ensino.

Durante a semana os alunos do Colégio Estadual de Cianorte, Colégio Estadual Itacelina Bittencourt e Colégio Estadual Iglea Grollmann receberão oficinas ministradas pelos artistas Tatiana Zanelatto Domingues, Especialista em Conservação e Restauração de Monumentos Históricos e Arquitetônicos, Janete Mehl, artista plastica e escultora paranaense e Thiago Thipan, artista multimídia, com o objetivo de promover a consciência histórica e a prevenção à depredação de bens tombados, além de oferecer aos alunos o contato com técnicas artísticas.

Em homenagem a cidade os artistas Janete Mehl e Thiago Thipan entregarão a instalação de dois painéis artísticos promovendo a preservação da identidade cultural local.

O projeto Fazendo Arte Tecendo a Vida realizado pela Unicultura e Trento Edições Culturais, e viabilizado por meio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (PROFICE) com incentivo das empresas Copel, Frimesa, Rodoparaná e Supermax, tendo o apoio da Secretária Estadual da Educação, do Município de Cianorte e da Universo Truck Center, tem por objetivo promover a educação patrimonial voltada a adolescentes do Estado do Paraná.

A Unicultura – Universidade Livre da Cultura: Criada em 2008, a Unicultura desenvolve projetos culturais e sociais com a proposta de difundir arte, conhecimento, cultura e valores humanos. A partir desses valores, a ONG realiza diversos projetos como a Trupe da Saúde, que há 16 anos promove a humanização no ambiente hospitalar, a Oficina de Lutheria, que promove a educação e profissionalização de jovens em Telêmaco Borba, o MBP para Crianças, que promove a cultura musical nas CMEIS de Curitiba, entre outros.

OS ARTISTAS:

Janete Mehl é Escultora, trabalha com metais, resinas, argila e outros, iniciou sua carreira em 1986, discípula de Raimundo Lewin Jaskulsi. Frequentou a oficina de modelo vivo ministrada pelas orientadoras Dalva Lobo e Maria Ivone Bergamini, no Museu Alfredo Andersen. Curso de desenho no Atelier Pró Criar, com o Prof. Paulo Dias. Curso de extensão universitária “A grandeza humana – cinco séculos, cinco gigantes da arte” – Curitiba (PR) 1999. Possui uma extensa obra pictórica e seus quadros figuram em coleções particulares em vários estados do País e no Exterior.

Thiago Thipan é artista multimídia formado em publicidade e propaganda pela ESPM-Rio. Estudou em cursos livres de desenho técnico e pintura na Escola Guignard e gravura no Solar do Barão. Trabalha com desenho livre, ilustração digital, pintura em acrílica e cerâmica, serigrafia, xilogravura, estêncil e grafite. Pinta telas, superfícies diversas e murais de grandes proporções nas ruas para beneficiar a todos com abstrações poéticas. Deu início aos trabalhos de grafite e muralismo em Curitiba em 2013 e já possui obras em diversas cidades no Brasil, participou de exposições e de grandes projetos como o Fórum Mundial da Bicicleta e o GaleRio.

Tatiana Zanelatto Domingues é Especialista em Conservação e Restauração de Monumentos Históricos e Arquitetônicos, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e Bacharel em Escultura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap), atua como Professora, no curso de Arquitetura e Urbanismo na Faculdade Guarapuava, Conservadora e Restauradora.

Entre suas realizações participou da Coordenação e execução do Restauro da Igreja e Convento Sagrado Coração de Jesus – Petrópolis-RJ, Restauro das pinturas de forro e mural, artísticas e decorativas da Capela do Santa Maria – Curitiba-PR e Restauro das pinturas artísticas e decorativas do forro, imagens sacras, retábulos e pinturas de cavalete da Igreja e Convento do Largo São Francisco – São Paulo-SP.

Fonte: Assessoria de imprensa do Unicultura

Compartilhe: