ODONTOLOGIA PREVENTIVA

A Odontologia Preventiva tem um importante papel na área da saúde oral, e indiretamente da saúde geral; e nós Cirurgiões Dentistas temos a responsabilidade de prevenir doenças, minimizar riscos e promover a saúde.

Já os pacientes também precisam ser despertados sobre o seu papel nos cuidados com a saúde bucal, que vai além dos aspectos estéticos. Sabemos que num passado nem tão distante, era muito comum só ir ao dentista quando sentia dor de dente, e esse comportamento de certa forma ainda persiste em parte, mesmo em quem faz grandes reabilitações em sua boca.

Mas o que é muito importante é entender que o tempo passa, e os cuidados com os trabalhos que foram caprichosamente executados por nós Dentistas, necessitam de acompanhamento. Infelizmente, é relativamente comum alguns pacientes fazerem trabalhos maravilhosos em seus dentes, transformando todo o seu sorriso e depois se ausentarem das visitas periódicas.

Por exemplo, quem fez implantes dentários precisa fazer manutenções periódicas para acompanhamento do seu caso, porque da mesma forma que se pode perder dentes, também pode perder implantes. Sobre os implantes existem próteses que também com o tempo desgastam, principalmente as de resina, que devem ser avaliadas e quando necessário, trocadas.

Para os casos de trabalhos estéticos onde as lentes de contato e as facetas de porcelana são o carro chefe, as visitas periódicas também são muito importantes, apesar desses trabalhos serem muito duradouros.

Casos que foram resolvidos através da ortodontia, e as placas de contenção foram instaladas, precisam ser acompanhadas e às vezes ajustadas. Um tratamento que às vezes demora anos pode ser perdido por falta de acompanhamento, e muitas vezes, a única solução é a reinstalação de um novo aparelho.

Pacientes com problemas gengivais sejam eles gengivite ou periodontite, precisam muito de acompanhamento às vezes até trimestral. A doença periodontal, destrói o osso em volta do dente, e muitas vezes o paciente pode perder todo trabalho feito, além do próprio dente.

O mais comum são os pacientes que trocaram sua prótese total (dentadura). Esses pacientes também precisam de avaliações, porque além da dentadura, a gengiva, o osso, e toda a cavidade oral podem sofrer com doenças que se não tratada pode gerar serias consequências, até mesmo um câncer bucal.

Lembrando também que as crianças que seguem um controle preventivo com a odontopediatria desde a primeira infância podem fazer parte de uma geração sem cárie. Aos papais e mamães, cuidem do sorriso de quem você mais ama.

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Banner Edplants, Acesse