Novos semáforos devem organizar o fluxo de avenidas movimentadas de Cianorte

Equipamentos foram implantados na saída para Vidigal e na Avenida Coruja, esquina com a Rua Santa Rita de Cássia

Com o objetivo de organizar o fluxo de veículos em vias movimentadas e reduzir o número de acidentes, a Prefeitura de Cianorte, por meio da Diretoria de Trânsito, instalou, na última semana, dois novos semáforos no município. Um deles fica na saída para Vidigal, no cruzamento das Avenidas Souza Naves e Minas Gerais, e o outro na Avenida Coruja, esquina com a Rua Santa Rita de Cássia. Os equipamentos começam a funcionar nesta semana e, inicialmente, não contam com sistema de fiscalização eletrônica.

De acordo com a diretora de Trânsito, Jennifer Cadan Kuhl, a instalação do dispositivo na saída para o distrito foi motivada pelo alto fluxo de veículos, principalmente pesados, que realizam diversas formas de conversões no cruzamento e pelo grande número de pedestres atravessando. Já na Avenida Coruja, a razão foi a quantidade de veículos que trafegam nos dois sentidos da via, dificultando o ingresso dos motoristas que vêm dos bairros; a limitação de espaço devido às reservas florestais e a proximidade com a pista de caminhada. O investimento foi de R$ 32.850,00, em cada conjunto semafórico.

ANJINHO

A Prefeitura ainda instalou na Avenida América, próximo ao Residencial João Melão, no sentido centro-bairro, um dispositivo eletrônico de monitoramento de velocidade, popularmente conhecido como “anjinho”. O equipamento, que não gera multas,emite um sinal luminoso, assim que o veículo passar por um sensor instalado no asfalto,parabenizando ou alertando o motorista quanto à velocidade em que trafega na pista, se atende ou não ao que é estabelecido pela via.

O “anjinho” foi instalado a título de teste pela mesma empresa que forneceu os semáforos, sem custos para a Prefeitura. “Caso resulte em um efeito positivo, poderemos abrir uma licitação para a aquisição desta tecnologia, incluindo no mesmo aparelho o sistema OCR, de reconhecimento de placas, para detectarmos roubos e também uma CPU para processamento de dados para estatísticas de trânsito”, alega Jennifer, que não descarta a possibilidade de, futuramente, também acoplar radares móveis ao dispositivo.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe: