Mulheres tem mais bruxismo que os homens

Se você acorda com dor nos maxilares, tem dores de cabeça frequente, no ouvido, no pescoço, nas costas, rigidez nos ombros, os músculos da face cansados e doloridos, sente estalos ao abrir e fechar a boca, tem dentes desgastados, dorme mal, quebra muito as restaurações, entre outros sinais e sintomas, talvez você possa estar com bruxismo. Mas calma, não se preocupe porque tem tratamento.

Você sabia que muitas pessoas têm bruxismo e nem sabem disso? O Bruxismo é o ato de ranger os dentes durante o dia ou a noite enquanto dorme, e por isso nem percebe. Nos casos mais graves chegam a trincar ou fraturar o dente, além de provocar uma sobrecarga na ATM (articulação tempo-mandibular).

Entre as faces articulares dos ossos que compõem as ATMs existe uma estrutura fibrocartilaginosa chamada disco articular, cujas principais funções são amortecer e moldar as superfícies ósseas da articulação, evitando traumas e desgastes prematuros. Quando o disco articular se desloca de sua posição fisiológica, acontece o estalo (clique), notado nos movimentos mandibulares, tais como: falar, mastigar, cantar bocejar, etc.

O encaixe dos dentes, ou seja, a oclusão dental tem uma relação muito íntima com a ATM, onde ao ocluir os dentes mais para frente, mais para traz ou para os lados pode trazer consequências para a ATM, pois a oclusão é responsável pela posição do côndilo (cabeça da mandíbula) dentro da articulação. O ideal é que a oclusão tenha um relacionamento adequado, para manter côndilo e disco articular harmônicos e bem posicionados entre si, a fim de que a articulação seja saudável.

Outro fato interessante é que as mulheres sofrem mais com o bruxismo que os homens. Isso ocorre porque o homem tem menos tendência em somatizar os problemas e apresentam distúrbios gastrointestinais ou doenças do coração, já as mulheres tendem a concentram na região da cabeça os seus problemas.

Nesse ritmo alucinante da vida moderna “que não tem nada de moderno” a mulher tem acumulado muitas funções e responsabilidades: trabalho, família, e assumem uma boa dose de culpa por não terem o tempo que gostariam para se dedicar aos filhos e a família. E isso desencadeia uma série de patologias, e na maioria dos casos existe o fator emocional (stress, ansiedade, depressão) que desencadeiam a dor.

Existem diversos tratamentos dependendo do tipo e intensidade do bruxismo, mas os mais comuns são o uso de placa mio relaxante; ajuste da mordida, Botox para relaxar os músculos; terapia psicológica; fisioterapia e medicação quando necessário.

Uma avaliação completa com radiografias panorâmica, de ATM, tomografia, pode ser necessária para avaliar a ATM, verificar a sua oclusão, além de examinar os músculos e tecidos da cabeça e pescoço à procura de sinais de inflamação.

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse