Moradia muda a vida de famílias rurais no PR

moradia2A costureira Maria Aparecida da Silva, 64 anos, de Apucarana, pagava R$ 400 mensais de aluguel até o início de dezembro. Hoje, sua vida é outra. Há quase um mês na casa nova, no Residencial Sumatra I, ela mora melhor, com conforto e segurança, e paga R$ 30 por mês pelo imóvel próprio. Maria Aparecida se emocionou ao receber a chave da casa própria. “Chorei de tanta felicidade. Trabalhei durante 22 anos como costureira e nunca imaginei que realizaria este sonho”.

Maria Aparecida é exemplo de como o programa de moradias populares do governo do Paraná está mudando a realidade de milhares de famílias paranaenses. Em três anos, foram contratadas 60 mil unidades, no campo e na cidade, entre casas entregues e em obras, o que corresponde a 54% da meta geral do programa.

A meta é contratar em quatro anos 110 mil unidades, das quais 10 mil no meio rural. No campo, o número já foi superado um ano antes. São mais de 10 mil moradias contratadas, no maior programa de habitação rural do país. Para 2014, está prevista a contratação de 50 mil casas urbanas e rurais, fechando o atendimento de 110 mil famílias com moradia digna. “São números surpreendentes, que mostram como a habitação é prioridade no Estado”, diz o presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche.

O pequeno agricultor Varlei Luciano Paz e a mulher Josilaine, pais de dois filhos, moram em Ariranha do Ivaí e receberam as chaves da casa nova das mãos do governador em outubro de 2013. “Estou emocionado, muito feliz com a oportunidade de ter uma nova moradia. Há mais de seis anos esperamos por isso”, conta Varlei, que morava em uma casa antiga, emprestada pelo pai.

Além de moradias, o programa de habitação do Paraná atende milhares de famílias com títulos de propriedade e regularização de áreas. Em quatro anos, a meta era entregar 8 mil títulos, número superado antes do prazo, com o atendimento de 10 mil famílias. No caso da regularização fundiária, foram beneficiadas perto de 13 mil das 16 mil famílias que serão atendidas até o final de 2014.

* Em Cianorte, o prefeito Claudemir Bongiorno, também tem planos para as moradias rurais da região, conforme anunciou em entrevista exclusiva para o jornal Folha de Cianorte.

Texto e foto: AE-PR

Compartilhe: