Missão do BID discute projetos sociais com Governo

Técnicos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) estiveram no Paraná para análise de projetos prioritários do Governo em parceria com a instituição, além de do planejamento detalhado para 2020, como parte do programa Nossa Gente Paraná.

O secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, em reunião com técnicos do banco na quarta-feira (22), lembrou que mais de 350 mil famílias em vulnerabilidade pessoal e social já foram assistidas pelo programa Nossa Gente Paraná, e destacou a parceria que permite o desenvolvimento de outros programas, como Renda Nossa Gente Paraná, Renda Agricultor, Caixa D’Água Boa e Requalificação Urbana. Ctou também os incentivos para aquisição de equipamentos para CRAS e CREAS. Estiveram representando o BID Leise Eslevanato, David Salazar, Yuka Maekawa, Jason Hobbs e Francisco Ochoa.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) desenvolve projetos para eliminar a pobreza e a desigualdade e promover o crescimento econômico sustentável. Auxilia os clientes na elaboração de projetos e oferece financiamento, assistência técnica e conhecimentos para apoiar intervenções de desenvolvimento. “Estamos planejando linha por linha com muita transparência para dar o retorno necessário que o governo precisa. Nós do BID agradecemos o apoio do Governo do Paraná, que faz total diferença para que os processos tenham continuidade”, disse Francisco Ochoa.

NOSSA GENTE PARANÁ

O programa Nossa Gente Paraná atende famílias em situação de alta vulnerabilidade social. Durante dois anos, elas são atendidas por uma rede integrada de proteção, principalmente nas áreas da assistência social, saúde, educação, habitação, agricultura e trabalho.

Técnicos da Secretaria, em parceria com os municípios, identificam as potencialidades de cada grupo familiar e definem planos de desenvolvimento, de acordo com as características da região onde a família vive, integrando-as nos projetos sociais, construção de moradias, regularização fundiária, urbanização integrada e recuperação ambiental.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: