MEDIDAS RIGOROSAS CONTRA O CORONAVIRUS

A pandemia mundial de Covid-19, decretada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), alterou a rotina dos brasileiros, que agora devem evitar aglomerações e redobrar a higiene pessoal. Nesse contexto, é importante ressaltar que as pessoas devem ficar ainda mais atentas à higiene bucal, tendo em vista que ela é fundamental para a manutenção da saúde geral.

Vale lembrar que ainda estão sendo realizadas investigações sobre as formas de transmissões do novo tipo do coronavírus. Contudo, já se sabe que a disseminação ocorre de pessoa para pessoa. O vírus pode ser transmitido pelo ar, por meio de gotículas de saliva, espirro ou tosse, e também contato com secreções e superfícies ou objetos contaminados, seguido de toque na boca, nariz ou olhos.

É importante destacar que seguimos rigorosamente as medidas de biossegurança, e agora, mais ainda redobramos nossos cuidados a fim de restringir os riscos de infecção para nossos pacientes e nossa equipe de profissionais de saúde bucal.

A situação atual pede algumas precauções e protocolos extras como por exemplo:

  • Antes do paciente entrar na sala de atendimento, todas as superfícies, como cadeira odontológica, refletor de luz, puxadores de gavetas e bancadas, são limpas e desinfetadas.
  • Triagem aumentada para possíveis pacientes com COVID-19;
  • Intervalos aumentados entre consultas e pacientes para minimizar a infecção cruzada;
  • Enxaguatório bucal antes dos procedimentos odontológicos;
  • Isolamento do dique de borracha para tratamentos e sucção , aspiração com bomba a vácuo;
  • Medidas de desinfecção eficazes e rigorosas;
  • Uso de avental, touca e luvas descartáveis, bem como óculos de proteção, que deve ser higienizado após cada atendimento. O emprego dos equipamentos de proteção individual deve ser priorizado;
  • Higiene frequente das mãos, principalmente antes e depois de cada atendimento;
  • Desinfecção de todos os ambientes de trabalho após cada paciente, pois o vírus pode ser transportado em forma de aerossol e sobreviver nas superfícies por mais de nove dias;
  • Cuidados redobrados com o manuseio de modelos e moldes para efetiva desinfecção;
  • Evitar cumprimentos como beijos ou apertos de mão;
  • Seguir rigorosamente todos os procedimentos do manuseio para limpeza e esterilização dos instrumentos.

Se você estiver doente ou tiver algum sintoma de resfriado ou gripe, remarque sua consulta 14 dias após a diminuição dos sintomas . Além disso, se você tiver viajado para fora do país nos últimos 14 dias, ligue para reagendar sua consulta odontológica.

Assim como toda a população, os profissionais de saúde bucal também estão enfrentando estes tempos difíceis. Entendemos que as orientações aqui reunidas são transitórias e podem ser modificadas diante do controle da pandemia. Mas o fundamental é reforçar que, quanto mais aderirmos às medidas de prevenção e contenção, mais rapidamente passaremos pela Covid-19.

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse