Mais da metade dos municípios do Paraná já vacina na faixa de 18 a 30 anos

O Paraná alcançou nesta última quarta-feira (04/08) duas importantes marcas dentro da campanha de vacinação contra a Covid-19. Mais da metade dos municípios está imunizando adultos entre 18 e 30 anos e o Estado chegou a 6.201.447 aplicações entre primeiras doses e doses únicas, o que representa 71% da população vacinável, parcela formada por pessoas com mais de 18 anos. O levantamento é do Sistema Único de Saúde (SUS), vinculado ao governo federal.

A previsão do Governo do Estado é que pelo menos 80% dos adultos recebam uma dose do medicamento até o fim deste mês, atingindo a totalidade em setembro.

“Avançamos em velocidade a partir do momento em que a chegada das vacinas teve uma regularidade. Estamos entre os estados que mais imunizaram, com mais de 8,2 milhões de aplicações, considerando todas as doses. E a ordem é para não perder tempo. Agilizar a distribuição para que cada vez mais a vacina chegue com rapidez ao braço dos paranaenses”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

O levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) revela que atualmente 203 dos 399 municípios paranaenses estão mais próximos de concluir o ciclo vacinal dos adultos, imunizando pessoas com 30 anos ou menos. O número representa 50,8% do Estado.

Dez cidades, inclusive, já quase encerraram o processo – Guaraqueçaba, Doutor Ulysses, Tunas do Paraná, Barracão, Bom Jesus do Sul, Santa Izabel do Oeste, Santo Antônio do Sudoeste, Marilena, Santa Cecília do Pavão e Guaíra.

Na outra ponta, entre os municípios menos adiantados, há apenas seis que ainda estão vacinando na faixa dos 40 anos: Candói (40), Formosa do Oeste (40), Cruzeiro do Oeste (40), São Jorge do Patrocínio (40), Icaraíma (41) e Perobal (45). Ou seja, 393 cidades estão no grupo de 18 a 39 anos.

“A logística do Estado, com a distribuição das doses em menos de 24 horas, tem agilizado significativamente o processo. Isso permite aos municípios se planejarem melhor. Ainda assim fica o pedido para que vacinem, vacinem e vacinem. Vacina boa é aquela que está no braço. Somente assim vamos vencer o coronovírus e retomar a normalidade”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Ao baixar a média de idade dos imunizados, o Paraná avança também no total geral de aplicações. Nesta quarta-feira, chegou a 6.201.447 vacinações de primeira dose ou dosagem única. Ou seja, 71% dos moradores com mais de 18 anos do Estado ao menos abriu o ciclo vacinal – são, de acordo com o SUS, 5.896.380 primeiras doses, dos imunizantes CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer, e 305.067 doses únicas, produzidas exclusivamente pela Janssen.

O Ministério da Saúde informou que os adolescentes de 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra a Covid-19, com prioridade para comorbidades, após a conclusão do envio de ao menos a primeira dose para a população adulta.

“O Paraná já aplicou 8 milhões de doses contra a Covid-19, tem 70% da população adulta e mais de 50% da população geral imunizadas com ao menos uma dose. Isso implica em queda nos internamentos, nos óbitos e nas manifestações mais graves da doença. Mesmo assim, precisamos continuar os cuidados e aumentar a vacinação, principalmente com o ciclo completo”, ressaltou Beto Preto.

CIDADES

O Paraná é, em números absolutos, o quinto estado que mais vacinou no somatório de todas as doses. Foram, até o momento, 8.274.622 aplicações, atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. As cidades que mais vacinaram, também em números absolutos, foram Curitiba (1.464.728), Londrina (415.050), Maringá (392.026), Cascavel (239.943), Ponta Grossa (215.157), Foz do Iguaçu (205.979), São José dos Pinhais (175.183) e Colombo (146.053).

MÉDIA

Julho encerrou com a melhor média de vacinação no Paraná. Foram 71.773 por dia, contra 62.916 em junho, 49.276 em abril, 34.358 em maio, 32.185 em março, 9.309 em fevereiro e 10.412 em janeiro (15 dias). Em seis dias de julho o Estado ultrapassou a marca de 100 mil aplicações. O recorde ainda é 22 de abril, com 176.153.

Já em relação à proporcionalidade do número de habitantes, os destaques são Pontal do Paraná (79,73%), Maringá (77,88%), Barra do Jacaré (73,67%), Arapongas (71,51%) e Nova Santa Bárbara (70,91%) na primeira dose; Pontal do Paraná (33,85%), Bom Jesus do Sul (30,90%), Esperança Nova (30,51%), Santo Antônio do Caiuá (30,47%) e Floraí (29,98%) na segunda dose; e Porto Vitória (10,10%), Siqueira Campos (9,45%), Itaperuçu (8,82%), Sertanópolis (8,38%), Imbaú (7,80%) em relação à dose única.

Confira AQUI o levantamento da Secretaria de Saúde.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Banner Edplants, Acesse