Mais 77 famílias paranaenses recebem as chaves da casa própria

casaNesta semana, mais 77 famílias paranaenses receberam suas casas próprias e outras 102 assinaram o contrato de suas novas moradias. Na quarta-feira (19), receberam as chaves 25 famílias de Cerro Azul, na Região Metropolitana de Curitiba, e 52 de Santa Cruz de Monte Castelo, no Noroeste. A assinatura dos contratos aconteceu na quinta-feira (20) com famílias de Florestópolis (Norte) e em São Jorge do Patrocínio (Noroeste).

Todas essas moradias fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida e são executadas por meio da parceria entre o Governos do Paraná, Governo Federal e os municípios. O secretário estadual da Habitação e presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, ressalta que o governo estadual está presente nos 399 municípios, levando, além da casa própria, o resgate a dignidade das famílias paranaenses. “O governo entende que a moradia é a base do resgate social e a construção de unidades habitacionais ainda leva progresso aos municípios”, disse ele.

O prefeito de Santa Cruz de Monte Castelo, José Maria Pereira Fernandes, disse que o município recebe muita atenção. “Depois de mais de 10 anos sem nenhum novo empreendimento, finalmente podemos afirmar que Santa Cruz de Monte Castelo está sendo bem atendida. Até o momento são 400 novas casas entregues, em construção e projeto. Isso é uma vitória para o nosso povo”, afirmou o prefeito.

RESGATE DA DIGNIDADE – Anilton do Carmos Fitz, pequeno produtor rural da cidade de Cerro Azul, a esposa e os dois filhos moravam em uma precária casa de madeira, sem banheiro. “Agora não vamos mais precisar sair de casa no frio e na chuva para poder tomar banho”, contou.

Angelita Ferreira de Freitas, moradora da cidade de Santa Cruz de Monte Castelo, casada há 33 anos e com 3 filhos, vivia em uma casa de dois cômodos, sem cozinha. Assim que recebeu as chaves foi correndo conferir a casa nova. “Eu precisava ver de perto. Agora quero deixar tudo do meu jeitinho, esse ano o Natal vai ser especial”, afirmou.

Texto e foto: AE-PR

Compartilhe:

Mais 77 famílias paranaenses recebem as chaves da casa própria

casaNesta semana, mais 77 famílias paranaenses receberam suas casas próprias e outras 102 assinaram o contrato de suas novas moradias. Na quarta-feira (19), receberam as chaves 25 famílias de Cerro Azul, na Região Metropolitana de Curitiba, e 52 de Santa Cruz de Monte Castelo, no Noroeste. A assinatura dos contratos aconteceu na quinta-feira (20) com famílias de Florestópolis (Norte) e em São Jorge do Patrocínio (Noroeste).

Todas essas moradias fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida e são executadas por meio da parceria entre o Governos do Paraná, Governo Federal e os municípios. O secretário estadual da Habitação e presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, ressalta que o governo estadual está presente nos 399 municípios, levando, além da casa própria, o resgate a dignidade das famílias paranaenses. “O governo entende que a moradia é a base do resgate social e a construção de unidades habitacionais ainda leva progresso aos municípios”, disse ele.

O prefeito de Santa Cruz de Monte Castelo, José Maria Pereira Fernandes, disse que o município recebe muita atenção. “Depois de mais de 10 anos sem nenhum novo empreendimento, finalmente podemos afirmar que Santa Cruz de Monte Castelo está sendo bem atendida. Até o momento são 400 novas casas entregues, em construção e projeto. Isso é uma vitória para o nosso povo”, afirmou o prefeito.

RESGATE DA DIGNIDADE – Anilton do Carmos Fitz, pequeno produtor rural da cidade de Cerro Azul, a esposa e os dois filhos moravam em uma precária casa de madeira, sem banheiro. “Agora não vamos mais precisar sair de casa no frio e na chuva para poder tomar banho”, contou.

Angelita Ferreira de Freitas, moradora da cidade de Santa Cruz de Monte Castelo, casada há 33 anos e com 3 filhos, vivia em uma casa de dois cômodos, sem cozinha. Assim que recebeu as chaves foi correndo conferir a casa nova. “Eu precisava ver de perto. Agora quero deixar tudo do meu jeitinho, esse ano o Natal vai ser especial”, afirmou.

Texto e foto: AE-PR

Compartilhe: