Levantamento mostra risco controlado de infestação de Aedes aegypti em Cianorte

O Levantamento do Índice Rápido Aedes aegypti (LIRAa), divulgado nesta quarta-feira (22), pela Secretaria Municipal de Saúde, aponta que o risco de infestação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e do vírus da zika, em Cianorte, está controlado.A pesquisa, realizada entre os dias 20 e 22 de agosto, em 1.541 imóveis, encontrou 08 focos do mosquito e resultou em um índice de 0,5%, número considerado inferior ao preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 1%.

O relatório mostra ainda, que o maior percentual de infestação foi registrado no Residencial Parque das Nações, alcançando 3,0%, duas vezes mais que o máximo admitido pela OMS, seguido pelo Jardim Atlântico, com 2,94%, Zona 03, nas proximidades da Paróquia São Vicente de Paulo, registrando 2,43%, Residencial Ipanema (1,58%), e Aquiles Cômar (1,40%). Com relação aos focos, o levantamento revelou ainda, que os pratinhos de plantas foram os locais em que mais larvas foram encontradas (50%), seguido por caixas d’água, ralos, pneus e garrafas pet, com 12,5% cada. 

“Com a proximidade do verão e as chuvas que ocorrem nesse período, as ações de prevenção por parte da população são imprescindíveis, evitando assim, que os números aumentem”, ressaltou a supervisora do Programa de Combate à Dengue da Prefeitura, Vera Fusisawa “Sem água não há mosquito, porém, com a ocorrência das chuvas, o perigo aumenta, e assim, contamos com a contribuição de todos para a eliminação dos focos”, finalizou.

Durante o mesmo período, foi realizado o Levantamento de Índice e Tratamento, em que todas as moradias são inspecionadas pelas equipes, tendo como alvo, os dois distritos, zona rural e a rodovia PR-323. Destes, Vidigal foi o que apresentou o maior número de focos (6), seguido por São Lourenço e PR-323 (4), Venda Maringá (3), e Estrada Apuí (2). “É necessário que cada cidadão crie o hábito de fiscalizar seus próprios imóveis e faça a sua parte, retirando todo e qualquer objeto ou material que venha a se tornar criadouro do mosquito”, destacou o prefeito Bongiorno.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Cianorte

Compartilhe: