Jussara promove ação da campanha ‘Faça Bonito, proteja nossas crianças e adolescentes’

Nesse mês de maio acontece em todo território nacional ações alusivas ao ‘Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes’ celebrada em 18 de maio. A data foi escolhida em virtude do crime bárbaro que chocou o país em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória, no Espírito Santo, quando a menina Araceli, de apenas oito anos, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta.

Nesta última terça-feira (18 de maio) uma passeata ganhou as ruas de Jussara com as lideranças públicas, e as equipes do Órgão Gestor, Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Secretaria Municipal de Saúde e Polícia Militar.

A proposta da campanha intitulada ‘Faça Bonito, proteja nossas crianças e adolescentes’ é estimular, sensibilizar, informar e convocar a sociedade a defender os direitos de crianças e adolescentes. Segundo Jéssica Rogério Ferreira, secretária de Assistência Social, é preciso garantir às crianças e adolescentes segurança e proteção, para crescerem livres de qualquer tipo de abuso.

Durante a concentração em frente a Secretaria da Assistência Social, manifestantes portavam cartaz e faixa para despertar a conscientização da população e também promoveram panfletagem no centro da cidade, com mensagens em defesa dos direitos de crianças e adolescentes, onde as autoridades se pronunciaram em apoio à causa.

Por fim, o prefeito Robison ratificou a missão do poder público, a necessidade de promover a campanha e apoiar a causa de crianças e adolescentes, especialmente das vítimas. “Um dia muito importante, um dia de fazer uma reflexão, um dia para darmos atenção com as nossas crianças, em especial do nosso município, e ressalto se você sabe de algum caso, busque investigar e comunique aos órgãos competentes, denuncie. Geralmente as vítimas são ameaçadas, mas o serviço é sigiloso. Caso não haja essa atitude, essa criança poderá estar condenada para o resto da vida. Faça a sua parte”, orientou.

Fonte: Prefeitura Municipal de Jussara

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse