Jovem rondonense participa de Premiação Estadual de Empreendedorismo Rural


Aline Almeida Borges é finalista do Programa Empreendedor Rural

Na manhã desta terça-feira, 13 de novembro, a finalista do Programa Empreendedor Rural (PER), a recém formada em Administração pela Universidade Norte do Paraná – UNOPAR, Aline Almeida Borges, 23 anos, recebeu uma visita muito especial. O prefeito Ailton Valloto esteve visitando a plantação de Batata Doce de sua família, onde foi recebido por seus pais Osmir Borges, 52 anos, e Cleonice de Almeida Borges, 45 anos, e seus irmãos Eduardo Henrique de Almeida Borges, 24 anos, e a Jaqueline de Almeida Borges, 20 anos – família essa – que representa a sucessão familiar no campo.

Para quem ainda não sabe o projeto da Aline Almeida Borges – “Produzir Batata Doce Irrigada – Realizando um Sonho em Família”, foi inscrito no Programa Empreendedor Rural (PER), sendo o Sistema FAEP/SENAR-PR em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná (FETAEP), os idealizadores da 15ª edição do programa.

Neste ano de 2018 foram inscritos 89 projetos envolvendo diversos municípios e temas de produção da agricultura paranaense, onde o projeto da Aline Borges foi selecionado entre os 10 melhores projetos de Empreendedorismo Rural do Paraná.

Desses 10 projetos, três deles serão vencedores do Programa Empreendedor Rural 2018, que serão revelados apenas no próximo dia 14 de dezembro no Encontro Estadual de Empreendedores e Líderes Rurais, na ExpoTrade Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

O Programa Empreendedor Rural (PER), tem como objetivo incentivar o empreendedorismo no campo e a boa gestão nas propriedades rurais, e desde que foi criado, o programa já capacitou 28 mil pessoas, que a partir desta experiência passaram a olhar de outra forma para seus negócios rurais.

Como na Agricultura Familiar nada “vem de mão beijada”, a Aline em meio a tantas outras divergências que o campo proporciona resolveu colocar a “mão na massa”. Com a visão de expandir os negócios de sua família, no caso, a plantação de Batata Doce, se inscreveu para participar do Programa Empreendedor Rural (PER), a qual embarcou em um curso que tem como objetivo final a construção de um projeto de empreendedorismo. Neste processo foram analisados diversos elementos, como o mercado onde ele está inserido, quais são seus concorrentes, onde irá comercializar sua produção e outros conteúdos que podem fazer toda diferença entre o sucesso e o fracasso de uma empreitada.

Sendo assim, o planejamento estratégico foi o cerne deste trabalho, que capacitou a sua forma de gerenciar da melhor forma os riscos e oportunidades do negócio de sua família, dando as condições para que o empreendimento seja seguro e próspero.

Segundo a desenvolvedora e propulsora do projeto, Aline Borges, hoje a plantação de Batata Doce conta com aproximadamente 3 alqueires de plantio, e que até fevereiro de 2019, de acordo com o seu projeto desenvolvido alcançarão cerca de 9 alqueires de Batata Doce plantadas, sendo que desse total, 2 alqueires serão com irrigação. “Tudo isso proporcionará um ciclo anual de plantação e colheita, onde todo mês teremos Batata Doce para colher, vender e gerar renda a nossa família, disse Aline”.

Fala da Aline durante entrevista: “Bom, foi um grande desafio, o Programa Empreendedor Rural pra mim, onde estávamos em plena colheita do morango e toda semana tinha que sair uma vez, se ausentando do trabalho. E hoje no cenário que nós estamos vivendo em que a maioria dos jovens crescem achando que a profissão que dá dinheiro é Medicina, ser Advogado, ser psicólogo, qualquer outra profissão menos ser produtor rural. Então assim, pra mim hoje representar essa classe é algo maravilhoso, ainda mais a minha família que desde o princípio vem lutando – foi um grande desafio, mas é recompensador, vale a pena. O conhecimento trouxe uma nova visão pra gente da nossa propriedade e do que a gente possui, e é mais um incentivo pra gente continuar no sítio.”

Fala da Cleonice de Almeida Borges, mãe da Aline: “A princípio, a gente poderia dizer assim: ah eu estou muito orgulhosa, mas essa palavra orgulho eu não consigo sentir, as vezes eu penso assim que, não sei se é uma falha minha, a gente fica feliz, mas a questão do orgulho não tenho porque é capacidade dela, esforço dela, um esforço merecido, mas a gente fica feliz por saber que ela tanto é dedicada no papel quanto no trabalho. Se falar: vamos plantar? vamos plantar! Então, não tem esse negócio de falar assim, hoje não vamos fazer, hoje estou com preguiça, então, ela está sempre pronta. Vamos fazer Aline? Vamos fazer! Então a gente se alegra muito por essa premiação, ela no começo não queria, eu como mãe falei: vai filha, é para o seu conhecimento (…) Então se os jovens e inclusive os meus três filhos não ficarem na roça produzindo, o que o pessoal da cidade vai comer? A profissão que eles têm aqui são valorizadas tanto quanto as outras (…), concluiu Cleonice Borges”.

O prefeito Ailton Valloto deixou uma mensagem de gratidão, parabenizando-os por todo trabalho realizado em prol a ascensão da Agricultura Familiar, e que sente orgulhoso de poder registrar e contar essa história que já está sendo um sucesso.

Parabéns Família Borges – Exemplo e Orgulho Rondonense!!!

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Rondon

Compartilhe: