INFESTAÇÃO DO MOSQUITO DA DENGUE SEGUE CONTROLADA EM CIANORTE

A Secretaria Municipal de Saúde de Cianorte, por meio da Divisão de Prevenção em Saúde, divulgou o resultado do 4º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) na tarde da última sexta-feira (05). De acordo com o relatório, o Índice de Infestação Predial (IIP) para o mosquito transmissor da dengue e outras doenças foi de 0,6%. O indicativo é considerado de baixo risco e segue controlado desde o mês de abril, quando também foi de 0,6%, seguido por junho, com 0,8%. Em janeiro, quando foi realizado o primeiro levantamento deste ano, o índice estava em 2,3%.

Para a secretária da pasta, Rebeca Galacci, o cenário de baixo risco é resultado da ação conjunta entre o poder público e a população. “Agradecemos e parabenizamos os Agentes Comunitários de Endemias [ACEs] pelo trabalho realizado com dedicação, de porta em porta, bem como a população cianortense pela adesão aos cuidados com seus imóveis. Essa parceria é fundamental para a eliminação dos possíveis criadouros do Aedes aegypti e, consequentemente, para mantermos nossa cidade livre dos riscos das doenças causadas por esse vetor, que podem levar à morte”, destacou.

O 4º LIRAa foi realizado no período de 03 a 05 de novembro, com base na visita a 1.550 imóveis, nos quais foram encontrados 10 focos do mosquito, em recipientes como baldes, tambores, lixo reciclável mal acondicionado e vaso de planta. Segundo a chefe da Divisão de Prevenção em Saúde, Aline Soares de Almeida Leal, é importante que cada um faça sua parte neste combate. “As medidas de prevenção devem continuar e de maneira reforçada neste período quente e chuvoso, que é propício para a proliferação do mosquito transmissor. Contamos com a colaboração de todos”, ressaltou. Neste ano epidemiológico, que teve início em 1º de agosto, Cianorte ainda não registrou nenhum caso de dengue, zika ou chikungunya. PMC.

Banner Edplants, Acesse