Incidência de furtos e roubos cai em todo o Estado

De janeiro a dezembro de 2019, houve uma redução de 26.569 furtos e roubos Paraná, na comparação com o mesmo período de 2018. A queda percentual de furtos foi de 9% e de roubos 18,5%. Isso significa que o Paraná teve 72 furtos e roubos a menos por dia durante todo o ano passado. As informações são do Relatório Estatístico Criminal do Centro de Análise, Planejamento e Estatística da Secretaria da Segurança Pública, divulgado nesta quarta-feira (01/04).

“As forças policiais paranaenses estão muito integradas, e isso resulta em menores índices, tanto de homicídios, quanto de furtos e roubos. Semanalmente, nos reunimos com a cúpula das polícias para debater, planejar e analisar ações, pois saber onde acertamos e no que ainda podemos melhorar é essencial para manter os números estatísticos em tendência de queda””, explicou o secretário estadual da Segurança Pública, coronel Romulo Marinho Soares.

Em números absolutos houve 15.443 menos ocorrências de furto no ano passado (170.513 em 2018 e 155.070 registros em 2019), uma redução de 42 casos por dia. Em relação aos roubos, foram 59.860 ocorrências durante todo o ano de 2018, contra 48.734 em 2019, resultando em 11.126 registros a menos no período, uma queda de 30 roubos por dia em todo o Estado.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, afirmou que as estatísticas estão em queda devido à maior presença das forças policiais para coibir e repreender crimes. ““A Polícia Militar está na rua, de forma ostensiva, interativa e com policiamento comunitário, identificando aqueles que causam o furto e o roubo em nossas comunidades. A partir do momento que a polícia exerce o seu papel, nós coibimos e impedimos esse delito contra o patrimônio, quer seja furto ou roubo. Assim, resgatamos a sensação de segurança da comunidade”, disse.

FURTOS

Todas as modalidades criminais relacionadas a furtos no Paraná diminuíram: veículo (-9%), ambiente público (-10%), residência (-11,5%) e comércio (-4,3%).

O furto à residência foi o crime que teve maior queda em números absolutos. Foram 5.843 ocorrências a menos de janeiro a dezembro de 2019 – no ano passado foram 44.755 e, em 2018, 50.598 registros.

As Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) que tiveram maiores reduções percentuais em relação ao número de furtos geral foram a 13ª, de Toledo (-22.,%); 8ª, de Laranjeiras do Sul (-17.2%); e a 15ª, de Umuarama, (16,7%).

Três, das 23 Áreas Integradas registraram aumento na modalidade criminal. Na 6ª AISP, de União da Vitória, cresceu 0,5% (nove ocorrências a mais); na 22ª AISP, de Telêmaco Borba, o crescimento foi de 3,4% e na 23ª AISP, de Jacarezinho, de 3,9%.

ROUBOS

As qualificações de roubo também apresentaram queda expressiva em todo o Paraná: veículo (-26,4%), ambiente público (-16,3%), residência (-27%) e comércio (-24,4%).

As maiores reduções percentuais ocorreram na 10ª AISP, de Francisco Beltrão (-39,3%), seguida pela 18ª AISP, de Apucarana (-28%), e a 14ª AISP, de Campo Mourão (-27,4%).

Apenas uma das Áreas Integradas de Segurança Pública teve aumento nesta modalidade: a 21ª AISP, de Cornélio Procópio, registrou 3,1% mais ocorrências no período (oito roubos a mais).

Em todo o Estado, o roubo em ambiente público lidera as reduções em números absolutos: 6.701 ocorrências a menos durante o ano, com 40.916 ocorrências em 2019 e 34.215 em 2019. Em percentual, a maior diminuição apontada no relatório foi do roubo à residência (27%), com 1.398 registros a menos em 2019 em comparação com 2018.

““A diminuição no número de furtos e roubos está relacionada à atuação integrada entre todas as forças de segurança no Paraná. Neste conjunto, a Polícia Civil atua na investigação dos crimes. A qualidade dos nossos inquéritos policiais colabora para que os criminosos sejam condenados robustamente. Assim, permanecem mais tempo fora das ruas, o que contribui significativamente para a queda nos crimes””, explicou o delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach.

CURITIBA

A Capital paranaense também apresentou queda nas estatísticas criminais. Em relação aos furtos, a redução foi de 13%, com 5.594 registros a menos em 2019, na comparação com o mesmo período do ano anterior, resultando na diminuição de 15 ocorrências por dia. Nos roubos a redução percentual foi de 21,26% (5.377 registros a menos) – foram 14 roubos a menos por dia em Curitiba, quando comparado com 2018.

DROGAS E ARMAS

As ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas subiram 4,6%, consequência da intensificação do trabalho desenvolvido pelas forças de segurança durante esta gestão. Foram 550 ocorrências a mais durante todo o ano de 2019.

Neste ano foram apreendidas 6.144 armas em todo o Estado. O número corresponde a todas as regiões e tipos de armas apreendidas. Por dia, as forças policiais tiraram 16 armas de circulação.

Acesse o Relatório Estatístico Criminal de 2019.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: