Homenagem para Maria da Sé Pernomian

homenagemOntem (12) o dia amanheceu mais triste porque a nossa querida Maria da Sé Pernomian faleceu deixando saudades em nossos corações. Estamos em luto porque ela foi um exemplo de dedicação ao Voluntariado e sempre contribuiu para alcançar os objetivos de atender às famílias carentes desta comunidade, da melhor forma possível, recebendo todo o suporte necessário.  Dona Sé, assim conhecida por toda comunidade cianortense, foi casada com o Dr Alcides Pernomian um dos fundadores do Hospital São Paulo e mãe do Alcides Pernomian Júnior.

Dedicou 45 anos de sua vida para ajudar pessoas carentes, mas tinha um carinho especial com as crianças.  Dona Sé juntamente com a Irmã Suzana ao ajudarem a famílias carentes e encaminhá-las ao mercado de trabalho perceberam a necessidade de um local que acolhessem os filhos de mães que precisavam trabalhar. Assim, na antiga instalação do SOS (Hoje local onde funciona o SAMU) começaram a atender 30 crianças. Ainda anos 70 solicitou e ganhou da Companhia e Melhoramentos Norte do Paraná um terreno para construção de uma Creche para abrigar as crianças. Segundo seus relatos em reuniões no CEMIC todos achavam que era um projeto ousado e difícil de concluí-lo. Porém, Dona Sé era uma mulher perseverante e aos poucos conseguiu ganhar o carinho da comunidade que lhe ajudou a construir um sonho, realizado em março de 1981 com inaugurou do primeiro pavilhão do CEMIC São José, que hoje atende mais de 500 crianças e presta um serviço de grande relevância ao Município. Não poderíamos deixar de citar outro trabalho que Dona Sé merece ser lembrada, que foi à construção de 36 casas populares em sistema de mutirão, no conjunto, hoje conhecido por Ovídeo Franzoni, retirando 36 famílias de pobreza, de barracos, favelas e lhes oferecendo a oportunidade de uma vida melhor.

O CEMIC São José é fruto de sua dedicação e nada mais justo que reconhecê-la nesta homenagem, porque o êxito do CEMIC não teria sido possível sem a dedicação, influência e cuidados de MARIA DA SÉ PERNOMIAN. Pessoa Inesquecível… e sabemos que nesta singela homenagem não seremos capazes de mensurar o alcance e a influência deste trabalho na vida daqueles que foram beneficiados pela Entidade nestes 45 anos.Dona Sé se foi, mas deixa um vasto legado de vida que não será esquecido jamais e que servirá de exemplo para os mais jovens pelo sua serenidade, garra, força, fé e perseverança.

A Família CEMIC São José, agradece imensamente sua dedicação. Muito Obrigada por tudo!

Texto: Cemic / Foto: Arquivo pessoal

Compartilhe:

Homenagem para Maria da Sé Pernomian

homenagemOntem (12) o dia amanheceu mais triste porque a nossa querida Maria da Sé Pernomian faleceu deixando saudades em nossos corações. Estamos em luto porque ela foi um exemplo de dedicação ao Voluntariado e sempre contribuiu para alcançar os objetivos de atender às famílias carentes desta comunidade, da melhor forma possível, recebendo todo o suporte necessário.  Dona Sé, assim conhecida por toda comunidade cianortense, foi casada com o Dr Alcides Pernomian um dos fundadores do Hospital São Paulo e mãe do Alcides Pernomian Júnior.

Dedicou 45 anos de sua vida para ajudar pessoas carentes, mas tinha um carinho especial com as crianças.  Dona Sé juntamente com a Irmã Suzana ao ajudarem a famílias carentes e encaminhá-las ao mercado de trabalho perceberam a necessidade de um local que acolhessem os filhos de mães que precisavam trabalhar. Assim, na antiga instalação do SOS (Hoje local onde funciona o SAMU) começaram a atender 30 crianças. Ainda anos 70 solicitou e ganhou da Companhia e Melhoramentos Norte do Paraná um terreno para construção de uma Creche para abrigar as crianças. Segundo seus relatos em reuniões no CEMIC todos achavam que era um projeto ousado e difícil de concluí-lo. Porém, Dona Sé era uma mulher perseverante e aos poucos conseguiu ganhar o carinho da comunidade que lhe ajudou a construir um sonho, realizado em março de 1981 com inaugurou do primeiro pavilhão do CEMIC São José, que hoje atende mais de 500 crianças e presta um serviço de grande relevância ao Município. Não poderíamos deixar de citar outro trabalho que Dona Sé merece ser lembrada, que foi à construção de 36 casas populares em sistema de mutirão, no conjunto, hoje conhecido por Ovídeo Franzoni, retirando 36 famílias de pobreza, de barracos, favelas e lhes oferecendo a oportunidade de uma vida melhor.

O CEMIC São José é fruto de sua dedicação e nada mais justo que reconhecê-la nesta homenagem, porque o êxito do CEMIC não teria sido possível sem a dedicação, influência e cuidados de MARIA DA SÉ PERNOMIAN. Pessoa Inesquecível… e sabemos que nesta singela homenagem não seremos capazes de mensurar o alcance e a influência deste trabalho na vida daqueles que foram beneficiados pela Entidade nestes 45 anos.Dona Sé se foi, mas deixa um vasto legado de vida que não será esquecido jamais e que servirá de exemplo para os mais jovens pelo sua serenidade, garra, força, fé e perseverança.

A Família CEMIC São José, agradece imensamente sua dedicação. Muito Obrigada por tudo!

Texto: Cemic / Foto: Arquivo pessoal

Compartilhe: